Acompanhe:

Em 2021, previdência privada acumulou R$ 138 bilhões. Saiba por que você também deveria investir

Com um aporte que cabe dentro de seu bolso, é possível garantir uma aposentadoria confortável, a faculdade dos filhos, uma viagem dos sonhos ou apenas tranquilidade financeira no longo prazo

Previdência Privada: funciona muitas vezes como um reforço para aposentadoria oficial, para que seja possível viver com tranquilidade a velhice sem depender de trabalho ou do benefício do governo (Getty/Getty Images)

Previdência Privada: funciona muitas vezes como um reforço para aposentadoria oficial, para que seja possível viver com tranquilidade a velhice sem depender de trabalho ou do benefício do governo (Getty/Getty Images)

A
Ana Carolina Pereira

Publicado em 25 de outubro de 2022, 14h01.

Última atualização em 25 de outubro de 2022, 14h44.

Ainda são poucos os brasileiros que contam com a previdência privada para ter uma vida tranquila depois da aposentadoria. De acordo com a pesquisa Raio X do Investidor Brasileiro, feita pela Associação Brasileira das Entidades dos Mercados Financeiro e de Capitais (Anbima), em parceria com o Datafolha, apenas 3% dos aposentados recorrem à previdência complementar.

Mas o interesse nesse tipo de investimento vem crescendo. Dados divulgados pela Federação Nacional de Previdência Privada e Vida (FenaPrevi), mostram que o número de brasileiros que passaram a investir em previdência privada aumentou 11,2% de 2020 para 2021, superando os R$ 138 bilhões.

Garanta uma aposentadoria tranquila e sem perda de padrão de vida ou poder de consumo

O que é previdência privada e por que investir em uma?

A previdência privada nada mais é do que uma aposentadoria que não está ligada ao Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e funciona muitas vezes como um reforço para aposentadoria oficial, para que seja possível viver com tranquilidade a velhice sem depender de trabalho ou do benefício do governo — sempre sujeito a mudanças de leis que podem impactar diretamente o montante recebido.

Como se trata de um investimento de longo prazo, alguns pais e mães optam pela previdência para garantir um futuro melhor para os filhos — como a certeza do pagamento de uma boa faculdade privada ou viagem de intercâmbio. Um levantamento da Fenaprevi aponta que esse tipo de investimento cresceu 29% em 2022.

Fazendo aplicações financeiras mensalmente, principalmente ao iniciar logo quando a criança ainda é pequena, é possível chegar a valores bem atrativos, que certamente farão a diferença no futuro dos filhos. Há quem invista em previdência também para realizar sonhos diversos, como fazer uma viagem muito esperada ou comprar uma casa à vista.

Invista para pagar a faculdade de seus filhos com tranquilidade

Como funciona a previdência privada?

Vale ressaltar, porém, que esse é um tipo de investimento focado em quem tem um plano futuro e que pode esperar por ele. A previdência funciona da seguinte forma: as instituições oferecem planos de previdência e mostram quanto é necessário investir todos os meses para chegar ao valor esperado para a aposentadoria, por exemplo.

O cálculo é feito com base nos interesses, necessidades e no perfil de cada investidor, além de levar em consideração uma estimativa das taxas de juros do mercado para as próximas décadas. Feito esse acordo, é preciso seguir com os aportes mensais e quando o prazo de recebimento chegar, o investidor pode escolher sacar o valor total ou receber o montante fracionado, como uma forma de renda mensal.

Existem alguns diferentes tipos de previdência privada, com diferentes benefícios. Confira alguns:

1 - VGBL

Sigla para Vida Gerador de Benefícios Livre. Nessa modalidade, não é possível utilizar o valor investido para dedução da renda bruta tributável. No resgate dos recursos acumulados, porém, o IR incide exclusivamente sobre os rendimentos.

2 - PGBL

Sigla para Plano Gerador de Benefício Livre, esse plano é indicado para o contribuinte que entrega a declaração de Imposto de Renda (IR) completa e pode aproveitar dos benefícios fiscais que o PGBL oferece. Isso porque quem contrata um PGBL consegue deduzir as contribuições em até 12% da renda bruta tributável no IR. Mas no resgate ou recebimento do benefício, a cobrança do IR é feita sobre o valor total recebido.

3 - Progressiva

Mais indicada para quem terá pouco tempo de acúmulo de rendimentos, nessa tabela o pagamento do imposto é feito no momento do resgate e no momento do recebimento de renda.

4 - Regressiva

Mais indicada para quem vai aportar por bastante tempo, na tabela regressiva, a alíquota do imposto diminui com o passar dos anos.

Outra característica da previdência é que o investidor pode fazer a portabilidade do investimento para outra instituição que esteja oferecendo taxas mais interessantes. Ao fazer a portabilidade, o investidor migra sua previdência para outra instituição, mas sem precisar resgatar os valores e reinvestir — movimento que levaria à cobrança de impostos.

Faça a viagem dos seus sonhos com um aporte pequeno todos os meses

O que levar em consideração na hora de escolher um plano de previdência?

Na hora de investir em uma previdência privada, é fundamental, além de definir os objetivos e o tipo de aplicação que melhor atende a eles, analisar as taxas e o histórico de desempenho do fundo de investimento vinculado ao plano, avaliando a qualidade da gestão.

Na Empiricus Investimentos é possível encontrar os fundos de mais alto padrão do mercado, muitas vezes inacessíveis ao investidor comum (e sem cobrança de taxas abusivas), além de mais de 80 opções de investimentos em planos de previdência.

Conheça as opções, faça o seu aporte ou sua transferência: basta clicar aqui.

Últimas Notícias

ver mais
Nubank lança Tesouro Direto em seu aplicativo
seloOnde Investir

Nubank lança Tesouro Direto em seu aplicativo

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Selic se mantém em 13,75% ao ano: quanto rendem R$ 5 mil, R$ 10 mil e R$ 15 mil
seloOnde Investir

Selic se mantém em 13,75% ao ano: quanto rendem R$ 5 mil, R$ 10 mil e R$ 15 mil

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Novo título para aposentadoria: Tesouro RendA+ pode ser comprado a partir de hoje
seloOnde Investir

Novo título para aposentadoria: Tesouro RendA+ pode ser comprado a partir de hoje

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
Mercado Pago lança CDB promocional por R$ 1 que paga 120% do CDI
seloOnde Investir

Mercado Pago lança CDB promocional por R$ 1 que paga 120% do CDI

Há menos de um minuto • 1 min de leitura
icon

Brands

ver mais

Uma palavra dos nossos parceiros

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais