Invest

As ações e os ETFs preferidos pelos brasileiros nos Estados Unidos

ETFs de índice acionários ocupam os três primeiros postos no ranking em agosto

Ações do Alibaba e Microsoft foram destaques do mês (Carlo Allegri/Reuters)

Ações do Alibaba e Microsoft foram destaques do mês (Carlo Allegri/Reuters)

Marília Almeida

Marília Almeida

Publicado em 4 de outubro de 2021 às 17h23.

Última atualização em 4 de outubro de 2021 às 18h20.

Os brasileiros estão preferindo investir em índices de ações lá fora. Os ETFs de índice ocupam os três primeiros postos no ranking de preferência dos investidores em agosto. É o que aponta um levantamento da fintech Stake.

No mês o índice S&P500 somou mais de 3% e registrou ganhos em 15 dos 21 pregões.

Outro destaque em agosto foi a ação do Alibaba (BABA). Os investidores confiam que o gigante chinês de comércio eletrônico irá superar obstáculos regulatórios que afetaram negativamente seu estoque durante grande parte do ano. Embora as ações tenham caído 20% desde o início até o final de agosto, os investidores continuaram comprando os papéis.

Em paralelo, a Microsoft (MSFT) disparou para recordes históricos, subindo mais de 6% em agosto, o que acabou atraindo novos investidores. A Big Tech é vista como um investimento estável e de longo prazo.

Mais compradas de agosto

Vanguard Total Stock Market Index Fund ETF (VTI)

Vanguard 500 Index Fund ETF (VOO)

SPDR Portfolio S&P 500 Growth ETF (SPYG)

Alibaba (BABA)

Microsoft (MSFT)

Para a realização do estudo, foram consideradas ações e ETFs com maiores diferenças entre compras e vendas no mês, ou seja: se uma ação está tendo dez vezes mais compras do que vendas, ela aparece na lista.

Assine a EXAME e conte com a ajuda dos maiores especialistas do mercado

Acompanhe tudo sobre:Açõesaplicacoes-financeirasEstados Unidos (EUA)ETFsGuia de AçõesInvestimentos-pessoaisorcamento-pessoalrenda-pessoal

Mais de Invest

Realização de lucros? Buffett vende R$ 8 bilhões em ações do Bank of America

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 53 milhões

O que é private equity e como funciona?

Quanto rendem R$ 20 mil por mês na poupança?

Mais na Exame