Valores a receber: Só 8% dos R$ 3,9 bi da 1ª fase foram sacados até agora

Montante retirado por meio do sistema do Banco Central somou R$ 321 milhões
 (Gabriel Vergani / EyeEm/Getty Images)
(Gabriel Vergani / EyeEm/Getty Images)
Por Agência O GloboPublicado em 03/05/2022 10:40 | Última atualização em 03/05/2022 10:40Tempo de Leitura: 2 min de leitura

Apesar de ter levado a página do Banco Central (BC) a sair do ar por excesso de procura, o Sistema Valores a Receber (SVR) terminou sua primeira fase com poucos saques. Segundo a autoridade monetária, apenas R$ 321 milhões dos R$ 3,9 bilhões do "dinheiro esquecido" foi para as mãos da população. Isso equivale a 8,2% do total disponível nesta fase.

A autoridade monetária respondeu ao GLOBO no dia 28 de abril que “até o momento”, 3,6 milhões de brasileiros e 19 mil empresas já haviam solicitado o saque dos valores esquecidos. O maior volume de saques é para as pessoas físicas, que pediram de volta R$ 306 milhões.

Para empresas, o montante é de R$ 15 milhões. A primeira fase do SVR permitiu a consulta de R$ 3,9 bilhões para 28 milhões de pessoas ou empresas que tinham saldos residuais em contas-correntes, por exemplo.

LEIA TAMBÉM: Funcionários do BC retomam greve. Valores a receber e pix são afetados