Invest

Tem dívidas com os bancos? Mutirão dá desconto em taxa de juros e aumenta prazo de pagamento

Poderão ser negociadas dívidas no cartão de crédito, cheque especial, crédito consignado e demais modalidades de crédito contraídas de bancos e instituições financeiras

Mutirão dos bancos: renegociação começa no dia 15 de março (krisanapong detraphiphat/Getty Images)

Mutirão dos bancos: renegociação começa no dia 15 de março (krisanapong detraphiphat/Getty Images)

Karla Mamona
Karla Mamona

Editora de Finanças

Publicado em 13 de março de 2024 às 11h46.

Os consumidores que estão endividados com os bancos poderão renegociar dívidas em um mutirão que acontecerá entre os dias 15 de março e 15 de abril. A iniciativa é da Federação Brasileira de Bancos (Febraban) em parceria com o Banco Central do Brasil, a Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon) e Procons de todo o país.

Poderão ser negociadas dívidas no cartão de crédito, cheque especial, crédito consignado e demais modalidades de crédito contraídas de bancos e instituições financeiras, que estejam em atraso e não possuam bens dados em garantia ou prescritas. De acordo com a Febraban, os bancos estarão empenhados em trazer benefícios para o cliente e melhores condições daquelas já existentes no contrato.

Segundo Amaury Oliva, diretor-executivo de Cidadania Financeira da Febraban, a renegociação de dívidas inclui redução de taxas, extensão dos prazos para pagamento, alteração nas condições de pagamento, migração para outras modalidades de crédito mais baratas, de acordo com a política de cada instituição participante.

Como renegociar as dívidas com os bancos

A negociação poderá ser feita diretamente com a instituição financeira credora, em seus canais oficiais, ou pelo portal consumidor.gov.br, lembrando que o consumidor precisa ter sua conta Prata ou Ouro.

Além disso, na página do Mutirão 2024, criada para orientar o consumidor sobre como participar da campanha, há vídeos mostrando o passo a passo para negociar as dívidas e a lista das instituições participantes do Mutirão Nacional 2024, incluindo Procons.

Além disso, o consumidor encontrará conteúdo exclusivo sobre orientação financeira e acesso a outros canais, como o Registrato, sistema do Banco Central por meio do qual é possível acessar, entre outros, o Relatório de Empréstimos e Financiamentos (SCR), que contém a lista de dívidas em nome do consumidor perante as instituições financeiras.

Desenrola

O Mutirão Nacional se soma a outras iniciativas apoiadas pelos bancos, como o programa Desenrola Brasil, do governo federal, por meio do qual foram negociados 3,33 milhões de contratos no período entre 17 de julho e 31 de dezembro de 2023, beneficiando um universo de 2,7 milhões de consumidores.

Foram renegociados R$ 24,2 bilhões em volume financeiro, exclusivamente pela Faixa 2, em que os débitos foram negociados diretamente com a instituição credora, em condições especiais. Também foram retirados de anotações negativas (restrições) cerca de 6 milhões de registros de clientes que tinham dívidas bancárias de até 100 reais.

Acompanhe tudo sobre:BancosFebrabanDívidasJuros

Mais de Invest

Cade abre procedimento para apurar acordo de codeshare da Azul e Gol

Quem ganha e quem perde no mercado no caso da vitória de Trump?

Eletrobras (ELET6): recompra de ações pode gerar ganho para os acionistas?

China estabelece fundo de investimentos em ativos de terra de empresas estatais de 30 bilhões yuans

Mais na Exame