Acompanhe:

Quanto custariam os 10 carros mais vendidos no país sem impostos 

Os impostos podem representar até 44,78% do valor do preço cobrado do consumidor nos modelos campeões de preferência, segundo estudo da BDO

Onix: sem impostos, o carro seria vendido por 40.260 reais (Chevrolet/Divulgação)

Onix: sem impostos, o carro seria vendido por 40.260 reais (Chevrolet/Divulgação)

K
Karla Mamona

12 de abril de 2021, 15h19

Um dos motivos que explicam os altos preços dos carros 0 km no Brasil é a tributação. Um levantamento realizado pela consultoria BDO, a pedido da EXAME Invest, apontou que entre os veículos mais vendidos no país os impostos podem representar até 44,78% do valor. 

É o caso da Fiat Strada Endurance. Segundo dados da Fenabrave, o modelo é o quarto mais vendido no país e custa 81.233 reais. Sem os impostos, o valor seria de 50.109 reais, ou seja, uma diferença de cerca de 31 mil reais.

Quer saber como investir nas ações mais promissoras da bolsa? Conheça os relatórios da EXAME Invest Pro

Na lista dos 10 mais vendidos, outros dois veículos têm uma tributação que representa 44,78% do valor: a Fiat Toro Endurance (nono mais vendido) e o Jeep Compass Sport (décimo mais vendido). No caso da Toro, sem impostos, o veículo custaria 57.748 reais, enquanto o Compass teria o valor de 83.901 reais. Ao incidir a tributação, os valores são de 93.616 reais e 136.014 reais, respectivamente. 

A tributação dos veículos está relacionada à motorização. No caso dos carros 0 km com motor 1.0, a tributação é menor, de 38,13%. Desta maneira, o Chevrolet Onix Hatch, o carro mais vendido do país, sem impostos seria vendido por 40.260 reais. Com os impostos, o valor é de 61.381 reais. Já o Hyundai HB20 seria vendido por 36.308 reais.

Veja a tabela com os 10 modelos mais vendidos do país:  

Modelo 10 mais vendidos (Fenabrave) Valor sem tributos (abril/21) Valor com tributos (abril/21) Carga tributária (%)
Onix Hatch 1.0 12v flex 5p mec 1 R$ 40.260 R$ 61.381 38,13
HB20 sense 1.0 flex 12v mec 2 R$ 36.308 R$ 55.356 38,13
Ka 1.0 s tivct flex 5p 3 R$ 32.861 R$ 50.100 38,13
Strada Endurance 1.4 FLEX 8v cd 4 R$ 50.109 R$ 81.233 44,78
T-Cross 1.0 tsi flex 12v 5p mec 5 R$ 64.839 R$ 98.555 38,13
GOL 1.0 flex 12v 5p 6 R$ 37.122 R$ 56.597 38,13
Argo Drive 1.0 6v flex 7 R$ 39.028 R$ 59.503 38,13
Kwid Life 1.0 flex 12v 5p mec 8 R$ 27.011 R$ 41.181 38,13
Toro Endurance 1.8 16v flex mec 9 R$ 57.748 R$ 93.616 44,78
Compass Sport 2.0 4x2 flex 16v aut 10 R$ 83.901 R$ 136.014 44,78

Em entrevista à EXAME Invest, Marcio Melo, diretor da área de tributos da BDO e responsável pelo estudo, explicou que os tributos são concentrados na indústria e integrados ao custo. “O maior impacto tributário se dá na saída do automóvel das montadoras, pois grande parte dos tributos é recolhida de forma antecipada.”

Entre os impostos que mais pesam ele destaca o ICMS, o PIS e a Cofins. Em São Paulo, por exemplo, a alíquota do ICMS é de 14,5%%; no caso do PIS é de 2%, e da Cofins, de 9,60%. A alíquota varia de acordo com o estado. 

O especialista afirma ainda que, apesar de a tributação ser uma reclamação recorrente do setor, atualmente não existe uma proposta de redução de impostos. Um caso raro foi a redução do IPI em 2008. 

“Naquela época, a redução do IPI nos carros mais básicos fez com que houvesse uma procura maior porque os veículos ficaram mais baratos. Hoje o que se discute é a unificação dos impostos por meio da reforma tributária.”