Proteção ou exposição cambial: as estratégias do fundo PIMCO Income

O PIMCO Income, voltado para investidores qualificados no Brasil, traz exposição ao mercado de renda fixa global para investidores qualificados

O fundo PIMCO Income, voltado para investidores qualificados no Brasil, acessa a estratégia global de renda fixa e tem basicamente dois grandes objetivos: a geração consistente de renda e a preservação de capital no longo prazo.

Para isso, a PIMCO conta com a expertise de pelo menos uma década na gestão de ativos de renda fixa em um cenário de juros globais baixíssimos, que é o que ocorre atualmente no Brasil. “Com a crise de 2008, as taxas de juro globais se aproximaram de zero. Em alguns países ficaram até mesmo negativas. Nós temos experiência em gerir nesse ambiente, o que ainda é novidade para o gestor brasileiro”, comenta Luis Otavio Oliveira, vice-presidente executivo da PIMCO para América Latina e Caribe.

De acordo com Oliveira, a estratégia do fundo de gestão ativa é bem diversificada. “Nossa estratégia global é investir em títulos de renda fixa de altíssima qualidade, como os títulos do governo americano, podendo também passar por setores de renda fixa, como high grade ou papéis de crédito high yield, que são papéis com mais risco de crédito”, explica.

“Podemos também investir em crédito estruturado, em mercados emergentes e exposição em moedas adversas”, complementa.

No Brasil, há duas versões do fundo disponíveis no mercado: com proteção cambial (hedge de moeda), lançada em fevereiro de 2016, e com exposição cambial, lançada em fevereiro de 2019. “A versão com proteção cambial normalmente é utilizada como complemento da parcela de renda fixa local, com os benefícios da diversificação”, diz.

“Já a estratégia com exposição cambial pode ser utilizada para balancear os ativos de risco locais com renda variável, dado que geralmente o câmbio tem relação negativa com a bolsa local”, complementa.

ESG

Outro fator importante da estratégia da gestão do PIMCO Income é a preocupação com os critérios ESG (Environmental, social and corporate governance). O tema ainda é novidade no Brasil, mas desde 1989 é levado em conta pela gestora americana.

“Na PIMCO, ESG se manifesta na integração. Nós incorporamos fatores ESG no processo de investimentos de todos os nossos fundos. Levamos em conta os ratings ESG de cada empresa na nossa avaliação”, diz.

Sobre a PIMCO

A PIMCO é uma gestora global de recursos com US$ 1,92 trilhões de ativos sob gestão (dados de 30 de junho de 2020). A empresa foi fundada em 1971 na Califórnia e está presente em mais de 13 países, por meio de 17 escritórios.

“Evidentemente, uma empresa desse porte acaba fazendo de tudo. Mas nosso DNA acaba sendo a renda fixa, motivo pelo qual somos conhecidos mundialmente. A PIMCO também é considerada uma formadora de opinião em relação a indicadores macroeconômicos”, complementa Luis Oliveira.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 1,90

Nos três primeiros meses,
após este período: R$ 15,90

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 29,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa mensal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.
Utilizamos cookies essenciais e tecnologias semelhantes de acordo com a nossa Política de Privacidade e, ao continuar navegando, você concorda com estas condições.