Preço da gasolina cai 0,68% em todo o país e fecha primeira semana de agosto a R$ 6

Todas as regiões apresentaram queda no preço da gasolina na última semana; Sul tem o menor preço médio do combustível, com litro a R$ 5,61
Bomba de combustível: Rio Grande do Sul se destaca como o estado com o menor preço médio da gasolina (Buda Mendes/Getty Images)
Bomba de combustível: Rio Grande do Sul se destaca como o estado com o menor preço médio da gasolina (Buda Mendes/Getty Images)
T
Thais CancianPublicado em 11/08/2022 às 16:03.

O preço médio do litro de gasolina recuou 0,68% nos postos de abastecimento do Brasil e fechou a primeira semana de agosto a R$ 6,00. Os dados são do mais recente levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL) divulgado nesta quinta-feira, 11. 

“Quando comparamos com a redução de 4,93% no repasse às refinarias, anunciada no dia 19 de julho, o recuo acumulado no preço da gasolina chega a 3,57%. Já no comparativo com o fechamento de julho, em que o preço médio do combustível fechou a R$ 6,50, o IPTL registrou uma redução de R$ 0,50 centavos para o bolso dos motoristas”, destaca Douglas Pina, Diretor-Geral de Mainstream da Divisão de Frota e Mobilidade da Edenred Brasil.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

Em qual região a gasolina está mais barata?

Todas as regiões apresentaram queda no preço da gasolina na última semana, com destaque para o Sul, que além de registrar o menor preço médio entre as demais regiões com o litro a R$ 5,61, também apresentou o maior recuo no preço (1,36%).

No acumulado desde 19 de julho, o Nordeste lidera com a redução mais expressiva (6,13%) e fecha o período com a gasolina comercializada a R$ 6,03.

Em quais estados o preço da gasolina mais diminuiu?

Todos os estados registraram recuo no valor da gasolina, com exceção do Piauí, que teve um acréscimo de 0,92% no preço do combustível e fechou os primeiros dias de agosto a R$ 6,20; e do Amazonas, que teve alta de 1,88% no preço do litro, comercializado a R$ 6,22 no período.

Após o anúncio de redução no dia 28 de julho, o destaque ficou com o Rio Grande do Norte, onde o combustível recuou 2,55% e foi comercializado à média de R$ 6,05.

Já no acumulado desde o dia 19 de julho, o Maranhão lidera a lista de queda mais expressiva no preço (9,33%), chegando a R$ 5,98.

O Rio Grande do Sul segue nos destaques do preço médio mais baixo (R$ 5,50).

Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME por menos de R$ 11/mês