Minhas Finanças

Nordestinos despertam para a previdência privada

Crescimento da arrecadação e das contribuições mensais na região foi o maior do país no último ano

População do Norte e do Nordeste investe pesado em planos para a educação dos filhos (Marcello Casal Jr./AGÊNCIA BRASIL)

População do Norte e do Nordeste investe pesado em planos para a educação dos filhos (Marcello Casal Jr./AGÊNCIA BRASIL)

DR

Da Redação

Publicado em 29 de agosto de 2011 às 10h40.

São Paulo – O Nordeste foi onde mais cresceu a arrecadação em previdência privada nos últimos 12 meses, segundo dados da Susep divulgados pela Brasilprev. A captação de recursos na região cresceu 28,5% no período, frente a um crescimento de apenas 18,1% no Sudeste e 12,3% no Sul.

O levantamento leva em consideração os planos de previdência aberta, ou seja, o Plano Gerador de Benefício Livre (PGBL) e o Vida Gerador de Benefício Livre (VGBL), excluindo-se, portanto, os fundos de pensão. O crescimento do mercado de previdência nas regiões Norte e Centro-Oeste também foi maior do que o dos mercados tradicionais do Sul e do Sudeste. No Norte, a arrecadação cresceu 21,5%, e no Centro-Oeste, 23,9%.

De acordo com o estudo da Brasilprev que levou em conta esses dados, o bom momento da economia brasileira e a melhor distribuição de renda foram os fatores que contribuíram para o surgimento dessa mentalidade de longo prazo em outros estratos sociais, principalmente na classe C. Com isso, o brasileiro tem tomado cada vez mais consciência da importância de poupar para a aposentadoria.

A contribuição média mensal também observou o maior crescimento no Nordeste. Nos últimos 12 meses, o valor passou a ser de 236 reais, um aumento de 20%. Na região Norte, o tíquete médio cresceu 16%, passando para 213 reais, e no Centro-Oeste, 17%, passando para 239 reais. No Sul, o aumento do tíquete médio também foi alto, de 18%, batendo 237 reais. Embora ainda tenha o tíquete médio mais alto do Brasil, de 265 reais, o Sudeste registrou um crescimento de apenas 11% neste valor no último ano.

Previdência infantil tem participação importante

Apesar do grande crescimento do restante do Brasil, o mercado de previdência privada ainda é dominado pelo Sudeste, que representa 68,8% de todo o montante captado no país, sendo 48,6% apenas em São Paulo. Segundo o estudo da Brasilprev, São Paulo ainda deve ser o carro-chefe da indústria por mais um bom tempo, devido à concentração de renda e riqueza na região.

No entanto, o crescimento acelerado da arrecadação no Nordeste e no Norte deve continuar, principalmente porque nessas regiões há uma participação importante de planos de previdência privada para crianças e adolescentes. No Nordeste, 45% dos planos são voltados para menores, enquanto que no Norte, essa proporção chega a 49%, o que demonstra preocupação das famílias em relação à educação dos filhos.

Em relação ao perfil das pessoas que aplicam em previdência privada aberta, um levantamento com base nos clientes da Brasilprev mostra que 54% são do sexo masculino, que 54% optaram pela tabela regressiva do Imposto de Renda e que 42% possuem planos voltados para clientes com idade de até 21 anos.

Acompanhe tudo sobre:AposentadoriaCentro-OestePGBLPlanos de previdênciaPrevidência privadaRegião NordesteRegião NorteVGBL

Mais de Minhas Finanças

Mega-Sena sorteia prêmio de R$ 15 milhões neste sábado; veja como apostar

Casal que ganhou R$ 324 milhões em loteria americana perde fortuna com investimentos mal-sucedidos

INSS volta a exigir perícia médica para prorrogar 'auxílio-doença'; entenda

Conheça as vantagens do Cartão BTG Black e saiba como pedir o seu

Mais na Exame