Mutirão de dívidas da Febraban e Banco Central termina na terça-feira

O mutirão é uma oportunidade de quitar os débitos atrasados
Pessoas que tiverem dívidas em atraso com instituições financeiras poderão quitá-las no Mutirão Nacional de Negociação (Getty Images/boonchai wedmakawand)
Pessoas que tiverem dívidas em atraso com instituições financeiras poderão quitá-las no Mutirão Nacional de Negociação (Getty Images/boonchai wedmakawand)
Por Karla MamonaPublicado em 29/11/2021 14:12 | Última atualização em 29/11/2021 14:34Tempo de Leitura: 1 min de leitura

O consumidor que negociar débitos que estão em atraso com instituições financeiras tem até terça-feira, dia 30, para aproveitar as condições especiais oferecidas pelas mais de 160 empresas do setor que participam do Mutirão Nacional de Negociação de Dívidas e Orientação Financeira.

O evento promovido pela Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e bancos associados em parceria com o Banco Central do Brasil e Secretaria Nacional do Consumidor (Senacon). O mutirão é uma oportunidade de quitar os débitos atrasados.

O foco do mutirão são pessoas físicas com dívidas que não possuem bens dados em garantia; que estejam em atraso e em nome de uma pessoa natural; e tenham sido contraídas de bancos ou financeiras.

Veja como

Toda a negociação com a instituição credora é feita na plataforma ConsumidorGovBr. Na página do Mutirão, o consumidor encontra um vídeo com um tutorial ensinando a fazer o registro na plataforma, selecionar a instituição com a qual deseja negociar e relatar o pedido de negociação.

O banco tem o prazo de dez dias para analisar a solicitação e apresentar uma proposta.