Acompanhe:

Mais de 5 mil famílias solicitam empréstimo após Caixa liberar consignado para Auxílio Brasil

Crédito para beneficiários do programa é criticado por especialistas

Auxílio Brasil: o programa atende mais de 21 milhões de famílias (Pilar Olivares/Agência Brasil)

Auxílio Brasil: o programa atende mais de 21 milhões de famílias (Pilar Olivares/Agência Brasil)

A
Agência O Globo

11 de outubro de 2022, 13h03

A Caixa Econômica Federal começou a oferecer o consignado do Auxílio Brasil nessa segunda-feira e, até agora, 5 mil famílias requisitaram o empréstimo. O programa atende mais de 21 milhões de famílias e o consignado foi desenhado como parte da estratégia de campanha à reeleição do presidente Jair Bolsonaro (PL).

O banco público oferece o empréstimo com taxa de juro de 3,45% ao mês, 0,05 ponto percentual abaixo do teto fixado pelo governo, de 3,5%. O prazo de pagamento é de até 24 meses. Por ano, a taxa de juro é de 50,23%.

Assine a EXAME por menos de R$ 0,37/dia e acesse as notícias mais importantes do Brasil em tempo real.

Com as condições da Caixa, o empréstimo poderá chegar a R$ 2.582. Com isso, ao longo do contrato, o tomador terá pago R$ 3,84 mil.

Embora limitada pelo governo, a taxa de juro para beneficiários do Auxílio Brasil é maior do que a do crédito consignado para aposentados e pensionistas do INSS, de até 2,14% ao mês.

Especialistas consideram arriscada a modalidade de empréstimo porque essa população já tem renda comprometida com gastos essenciais. Além disso, o benefício pode sofrer oscilações em seu valor, ou ser suspenso caso a família deixe de fazer jus ao pagamento. Dados divulgados pela Confederação Nacional do Comércio mostram que mais de 80% das famílias pobres estão endividadas.

Até agora, além da Caixa, apenas 11 instituições de menor porte se credenciaram para oferecer o empréstimo. O Banco do Brasil e grandes concorrentes privados, como Bradesco, Itaú Unibanco e Santander optaram por não operar a linha, diante do risco de endividamento desse segmento da população.

Safra e Daycoval informaram que, apesar de autorizados, não vão operar o consignado. O Banco Pan vai oferecer para os que já estavam previamente "selecionados" (que passaram por análise de crédito) assim que o governo anunciou o consignado para esse público, mas não vai oferecer para mais pessoas por enquanto.

Na Caixa, o crédito está disponível no aplicativo do banco. Os interessados também podem procurar as lotéricas e agências para tomar o empréstimo com desconto direto do benefício.

Nesta terça-feira, o banco começa a pagar antecipadamente o Auxílio Brasil, referente a outubro, que estava programado para o dia 18.

No empréstimo consignado, os beneficiários do Auxílio Brasil podem comprometer até 40% de R$ 400, o que corresponde a uma parcela de R$ 160.

A Caixa promete que vai trabalhar pelo crédito consciente e orientar as famílias a trocar uma dívida cara, como do rotativo do cartão de crédito, por exemplo, pelo consignado, que é mais barato. Segundo uma pesquisa do banco, 70% das famílias têm atividade informal ou são autônomas e querem tomar empréstimo para comprar mercadorias.

Veja também: 

Receita Federal restituirá IR cobrado sobre pensão alimentícia; veja como solicitar

Nubank amplia acesso ao cartão premium e altera as regras