Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Livro de finanças para casais de Gustavo Cerbasi vira filme

Casais Inteligentes Enriquecem Juntos, de Gustavo Cerbasi, mostra como a dificuldade de falar sobre dinheiro é um traço cultural no Brasil

Modo escuro

Continua após a publicidade
Cena do filme Sorte Grande: falta de diálogo sobre dinheiro ainda é um problema nas famílias brasileiras  (Divulgação)

Cena do filme Sorte Grande: falta de diálogo sobre dinheiro ainda é um problema nas famílias brasileiras (Divulgação)

M
Michelle Aisenberg

Publicado em 11 de setembro de 2012 às, 09h25.

São Paulo - Diz o ditado que marido e mulher não devem falar sobre problemas na cama. O drama é que alguns resolvem levar o conselho ao extremo e nunca conversam sobre dinheiro, o que pode causar um rombo na conta bancária. "Existe solução para a falta de comunicação sobre finanças entre os casais, mas é preciso disciplina, transparência e dedicação", diz o consultor financeiro Gustavo Cerbasi.

A fórmula parece ter interessado: seu livro Casais Inteligentes Enriquecem Juntos virou bestseller e já vendeu 980.000 exemplares em todo o mundo. E agora vai virar filme. "É a chance de levar a educação financeira de forma criativa e divertida a um público muito maior, principalmente o brasileiro médio, que lê pouco", diz o autor.

Dirigido por Roberto Santucci e estrelado por Leandro Hassum e Danielle Winits, o longa-metragem Até Que a Sorte Nos Separe começou a ser filmado no fim de janeiro e tem estreia prevista para outubro. Segundo o diretor, as questões financeiras nunca estiveram tão presentes quanto hoje no dia a dia das pessoas, tornando o tema ideal para o roteiro de um filme.

"O Brasil está vivendo um boom econômico e cada vez mais as pessoas têm de aprender a lidar melhor com suas finanças. O assunto é extremamente atual e de interesse geral", afirma Roberto. Seu maior desafio? "O mesmo de sempre: usar o entretenimento como uma forma de educar, e não apenas de distrair", diz. A história de Tino, pai de família perdulário que ganhou na Mega-Sena e nunca se preocupou com o futuro, promete inspirar solteiros e casados a investir em uma vida financeira mais equilibrada e planejada.

Ao ganhar — e gastar — os 80 milhões de reais do prêmio, ele descobre que está em apuros, devendo dinheiro no banco e sem grana para pagar as contas. Para piorar, decide esconder a situação financeira da família para proteger Jane, sua esposa grávida. A confusão já estaria completa, mas sempre pode piorar.


Com a ajuda dos filhos, o imprudente Tino começa a colocar em prática estratégias pouco ortodoxas para tentar sair da lama sem que sua esposa tome conhecimento do rombo na conta: pede dinheiro emprestado para os amigos, simula um roubo, vende eletrodomésticos e automóveis e apela até para o adiantamento da herança de um tio rico.

Como era de se esperar, nada disso dá certo e Tino acaba recebendo uma ordem de despejo. Ao descobrir tudo, Jane o acusa de não confiar nela e sai de casa. Só depois de chegar ao fundo do poço, Tino resolve seguir os conselhos de seu vizinho consultor financeiro e começa a levar a vida de forma mais planejada.

Invista na conversa

Muita gente deve sair do cinema repensando seus valores, com planos de aprender a equilibrar a vida e entender que não basta ter dinheiro. "Situações de endividamento só têm graça no cinema", diz Mauro Calil, administrador de empresas e educador financeiro. No dia a dia, é impossível cair na risada quando a conta está no vermelho.

E a falta de diálogo entre os casais piora de fato a situação. "Há o agravante de que, no Brasil, a maioria das pessoas casa com comunhão parcial de bens, o que mistura todo o patrimônio e as dívidas", explica Mauro. Ou seja, você é responsável pelos compromissos que seu cônjuge assume, mesmo sem consenti-los.

A solução? Quebrar os tabus e falar sobre dinheiro. "Não é assunto do primeiro encontro, mas, no momento em que o relacionamento fica mais sério, é preciso colocá-lo em pauta", diz Mauro. Além disso, é bom ficar atento a armadilhas, como pedir dinheiro emprestado a amigos ou vender os bens para pagar dívidas. A primeira opção é delicada e extrema e, segundo Mauro, não deve ser encarada como uma solução.


"Antes dos amigos, é melhor recorrer a parentes. E nunca peça dinheiro à mesma pessoa mais de uma vez", aconselha. No caso de se desfazer de bens para apagar incêndio, o especialista só recomenda se a pessoa estiver realmente muito endividada. "O melhor é buscar aumento de renda no emprego, ou mesmo estabelecer renda adicional com empreendedorismo ou aplicações financeiras", diz o educador financeiro.

Dizem que a vida imita a arte. No caso do ator Leandro Hassum, a situação funcionou ao contrário. Assim como Tino, seu personagem, ele já passou por situações financeiras complicadas e usou, literalmente, da criatividade para se superar. "Quando minha filha nasceu, precisei fazer telegrama animado para levantar dinheiro", relembra.

"Foi difícil, mas salvou muita fralda, valeu muito a pena", diz. Ao contrário de seu personagem, Leandro sempre manteve a situação às claras com sua esposa. "Acho mais fácil tomar decisões em conjunto do que tentar matar sozinho o problema no peito. Outras sugestões ajudam a encontrar os melhores caminhos."

Últimas Notícias

Ver mais
Ninguém acerta as seis dezenas e Mega-Sena e prêmio acumula para R$ 7 milhões

seloMinhas Finanças

Ninguém acerta as seis dezenas e Mega-Sena e prêmio acumula para R$ 7 milhões

Há um dia

Mega-Sena: confira resultado do concurso 2663 que sorteou R$ 3 milhões

seloMinhas Finanças

Mega-Sena: confira resultado do concurso 2663 que sorteou R$ 3 milhões

Há um dia

Mega-Sena sorteia R$ 3 milhões neste sábado; veja como apostar e fazer bolão

seloMinhas Finanças

Mega-Sena sorteia R$ 3 milhões neste sábado; veja como apostar e fazer bolão

Há um dia

Vai apostar na Mega-Sena? Veja quais são os números mais sorteados da história

seloMinhas Finanças

Vai apostar na Mega-Sena? Veja quais são os números mais sorteados da história

Há 2 dias

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Borra de café reciclada vira copo na Argentina e aditivo para concreto na Austrália
Negócios

Borra de café reciclada vira copo na Argentina e aditivo para concreto na Austrália

Com copos de plástico reciclado coletado no litoral brasileiro, Corona estreia no Primavera Sound

Com copos de plástico reciclado coletado no litoral brasileiro, Corona estreia no Primavera Sound

Com itens personalizados, Tramontina usa expertise para aproveitar alta dos presentes de fim de ano

Com itens personalizados, Tramontina usa expertise para aproveitar alta dos presentes de fim de ano

Suvinil investe para criar embalagens e produtos mais sustentáveis

Suvinil investe para criar embalagens e produtos mais sustentáveis

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais