Auxílio Brasil: beneficiários podem sacar hoje parcela de novembro; veja como

Emenda constitucional também liberou a inclusão de 2,2 milhões de famílias para receber o benefício
Auxílio Brasil: Programa beneficia 20,65 milhões de pessoas (Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
Auxílio Brasil: Programa beneficia 20,65 milhões de pessoas (Marcello Casal Jr./Agência Brasil)
A
Agência Brasil

Publicado em 17/11/2022 às 14:15.

Última atualização em 17/11/2022 às 14:47.

A Caixa Econômica Federal começa a pagar hoje (17) as parcelas de novembro do Auxílio Brasil aos beneficiários com Número de Inscrição Social (NIS) com final 1, no valor de R$ 600, que vigorará até dezembro, conforme emenda constitucional promulgada em julho pelo Congresso Nacional.

A emenda constitucional também liberou a inclusão de 2,2 milhões de famílias no Auxílio Brasil. Com isso, o total de beneficiários atendidos pelo programa subiu para 20,65 milhões.

O beneficiário poderá consultar informações sobre as datas de pagamento, o valor do benefício e a composição das parcelas em dois aplicativos: o Auxílio Brasil, desenvolvido para o programa social, e o aplicativo Caixa Tem, usado para acompanhar as contas poupança digitais do banco.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

Em janeiro, o valor mínimo do Auxílio Brasil voltará a R$ 400, a menos que uma nova proposta de emenda à Constituição seja aprovada. Tradicionalmente, as datas de pagamento do Auxílio Brasil seguem o modelo do Bolsa Família, que pagava os beneficiários nos dez últimos dias úteis do mês. No entanto, uma portaria editada no início de outubro antecipou o pagamento da parcela deste mês, que ocorrerá entre os dias 11 e 25.

Benefícios básicos e suplementares do Auxílio Brasil

O Auxílio Brasil tem três benefícios básicos e seis suplementares, que podem ser adicionados caso o beneficiário consiga um emprego ou tenha um filho que se destaque em competições esportivas ou em competições científicas e acadêmicas.

Podem receber os benefícios extras as famílias com renda per capita de até R$ 100, consideradas em situação de extrema pobreza, e aquelas com renda per capita até R$ 200, consideradas em condição de pobreza.

A Agência Brasil elaborou um guia de perguntas e respostas sobre o programa. Entre as dúvidas estão critérios para integração ao programa social; nove tipos diferentes de benefícios; e situação do Bolsa Família e do Auxílio Emergencial que vigoraram até outubro do ano passado.

LEIA TAMBÉM:

Veja Também

Caixa cria comitê para reforçar governança de financiamentos
Mercado imobiliário
Há 11 horas • 1 min de leitura

Caixa cria comitê para reforçar governança de financiamentos

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 115 milhões
Minhas Finanças
Há 18 horas • 1 min de leitura

Ninguém acerta a Mega-Sena e prêmio acumula em R$ 115 milhões

'FGTS Futuro' poderá ser usado para imóvel; entenda
Mercado imobiliário
Há 21 horas • 2 min de leitura

'FGTS Futuro' poderá ser usado para imóvel; entenda

Caixa reduz liberações de crédito imobiliário no fim do ano
Mercado imobiliário
Há 21 horas • 4 min de leitura

Caixa reduz liberações de crédito imobiliário no fim do ano