As contas estão apertadas? Veja 14 dicas para economizar nos gastos mensais

Segundo pesquisa, no primeiro semestre do ano, 63% dos consumidores atrasaram o pagamento de três ou mais contas, acumulando dívidas de mais de R$ 3 mil; veja dicas e exemplos práticos para economizar nos gastos mensais
Contas: especialista em educação financeira recomenda organizar as contas em 5 pilares prioritários (MoMo Productions/Getty Images)
Contas: especialista em educação financeira recomenda organizar as contas em 5 pilares prioritários (MoMo Productions/Getty Images)
T
Thais CancianPublicado em 17/09/2022 às 08:08.

Com a inflação acumulada no ano chegando a 10,07%, fechar as contas mensais tem sido um desafio para muitas famílias brasileiras. Segundo dados de uma pesquisa realizada pela Boa Vista, empresa de inteligência analítica, diante dos preços elevados de alimentos, combustíveis e contas domésticas, 63% dos consumidores tiveram três ou mais contas em atraso, com dívidas a partir dos R$ 3 mil, no primeiro semestre do ano.

Um cálculo realizado em agosto pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese) mostra ainda que, com a alta dos preços, o salário mínimo ideal para sustentar uma família de quatro pessoas deveria ser de R$ 6.298,91, valor cinco vezes maior do que o salário mínimo atual, de R$ 1.212,00.

Com o dinheiro rendendo pouco, o que resta é olhar para as finanças e tentar se organizar e contornar a situação como possível. “Quando o salário não dá para o mês, a gente pensa que precisa se privar, mas não precisa. Existem algumas regrinhas que ajudam”, comenta Bruna Allemann, educadora financeira da Acordo Certo, fintech de renegociação de dívidas.

O primeiro passo, segundo a especialista, é fazer a divisão do salário. As prioridades devem ser pagar as contas e suprir as necessidades básicas da família em cinco pilares: alimentação, saúde, moradia, transporte e educação. Sendo assim, a conta ficaria:

  • 70% do salário para os 5 pilares (pagamentos e compras);
  • 10% do salário para poupar, investir ou guardar na reserva de emergência;
  • 20% do salário para pagar o cartão de crédito e outros gastos do mês.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

A seguir, confira mais dicas e exemplos práticos que podem ajudar a reduzir os gastos mensais:

5 dicas para economizar no supermercado

Hoje, o valor da cesta básica chega a quase R$ 750 em São Paulo. Nesse caso, considerando um trabalhador que recebe um salário mínimo, 70% do seu rendimento seria gasto com o valor da cesta. Em julho deste ano, o leite subiu mais de 25% no varejo e acumulou alta de quase 80% no ano, segundo o Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). Diante desse cenário, a educadora financeira orienta:

  1. Faça compra em atacados, ao invés de supermercados comuns;
  2. Opte por produtos da marca do supermercado;
  3. Substitua alimentos industrializados por frutas, verduras e legumes;
  4. Troque carne vermelha por carne de porco ou frango;
  5. No lugar das compras mensais, prefira compras semanais para ter mais oportunidades de descontos e menos desperdícios.

    5 dicas para economizar nas contas de casa

    Até certo ponto, gastos com água, luz e gasolina também podem ser repensados. Em julho, entrou em vigor o aumento de até 63,7% das bandeiras de energia elétrica, reajuste aprovado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel). Veja como economizar:

    1. Procure tomar banho durante o dia para gastar menos;
    2. Combine de fazer esquemas de carona com colegas de trabalho;
    3. Considere ir de transporte público para o trabalho de vez em quando;
    4. Prefira levar marmitas para o trabalho no dia a dia;
    5. Repense assinaturas de serviços de streaming e outros aplicativos.

    4 dicas para economizar nos remédios

    1. Dê preferência aos genéricos, mais baratos do que os de marca;
    2. Frequente farmácias que tenham parceria com seu plano de saúde;
    3. Considere o custo-benefício de promoções, como “leve 3 pague 2”;
    4. Analise se compensa comprar remédios para alguns meses de uma vez só, especialmente se forem de uso contínuo.

    Esteja sempre informado sobre as notícias que movem o mercado. Assine a EXAME por menos de R$ 11/mês

    Veja Também

    Gustavo Franco: Reta final
    Invest Opina
    Há 8 horas • 5 min de leitura

    Gustavo Franco: Reta final