Invest

Anatel lança ferramenta que permite comparação de preços entre operadoras

Regulamento que dita os direitos do consumidor de serviços de telecomunicações diz que as empresas do setor devem fornecer informações suficientes sobre suas ofertas para permitir comparações fáceis

Operadoras: Anatel lança ferramenta para comparação de pacotes de serviços (Jane_Kelly/iStockphoto)

Operadoras: Anatel lança ferramenta para comparação de pacotes de serviços (Jane_Kelly/iStockphoto)

Rebecca Crepaldi
Rebecca Crepaldi

Repórter de finanças

Publicado em 6 de junho de 2024 às 11h25.

Última atualização em 6 de junho de 2024 às 13h28.

A Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) lançou, nesta semana, uma ferramenta que permite a comparação de preços entre operadoras chamada ‘Anatel Busca Ofertas’. O objetivo da plataforma é centralizar e apresentar ofertas de serviços de telecomunicações, a fim de que os consumidores consigam se orientar da melhor forma na hora da compra dos planos.

A ferramenta foi criada para atender aos requisitos do Regulamento Geral de Direitos do Consumidor de Serviços de Telecomunicações (RGC), aprovado pela Resolução nº 632/2014. Segundo o regulamento, as empresas do setor devem fornecer informações suficientes sobre suas ofertas para permitir comparações fáceis e padronizadas.

O artigo 48 do RGC inclusive destaca a obrigatoriedade de disponibilizar essas informações gratuitamente e de forma acessível. Para isso, a agência padronizou por meio de arquivos estruturados a forma que os dados devem ser enviados. “A Anatel elaborou também o manual para orientar as prestadoras na elaboração do arquivo estruturado em formato específico para cadastramento em massa de informações acerca das ofertas”, informou em nota.

Como comparar preços entre operadoras?

A ferramenta pode ser acessada tanto via celular como computador. Ao utilizar o sistema, o usuário deverá selecionar o tipo de serviço desejado (telefonia móvel, banda larga, tv por assinatura, telefonia fixa ou combos) e preencher o campo do município de interesse.

O consumidor ainda poderá aplicar um filtro para detalhar a pesquisa, comparar as ofertas e escolher a mais vantajosa. Entre as facilidades, a ferramenta:

  • Lista, detalha e compara ofertas por município e serviço de telecomunicações;
  • Filtra ofertas por nome, empresa, preço, atributos e fidelização;
  • Recebe dados de ofertas por cadastramento manual ou em lote;
  • Verifica a qualidade de dados e disponibiliza reporte de erros às prestadoras;
  • Direciona o consumidor para o endereço eletrônico da oferta na prestadora.

A Anatel também enfatiza que a plataforma não coleta dados pessoais, nem recebe reclamações sobre ofertas ou realiza negociação ou contratação.

Acompanhe tudo sobre:AnatelOperadoras de celularTelefonia

Mais de Invest

Receita libera consulta ao 3º lote de restituição do IR 2024 na quarta-feira; veja como consultar

Como se tornar um trader? O que ele faz?

Por que a poupança pode não ser a melhor opção para seu dinheiro

Biden sai e Kamala entra? Como o turbilhão nos EUA impacta as ações americanas, segundo o BTG

Mais na Exame