Invest

Compras por impulso? Veja 4 dicas para evitar gasto mal planejado

Em tempos de e-commerce, a tentação de passar o dia comprando on-line é grande

Evite as compras em momentos de instabilidade emocional (Lucy Nicholson/Reuters)

Evite as compras em momentos de instabilidade emocional (Lucy Nicholson/Reuters)

Edicase
Edicase

Agência de notícias

Publicado em 18 de junho de 2023 às 08h00.

Fazer compras por impulso é um problema que atinge metade dos brasileiros, sobretudo com o desenvolvimento das plataformas de e-commerce. Segundo um estudo da Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas, apenas no Brasil, 44% das compras realizadas pela internet são feitas por impulso e, devido a esse descontrole financeiro, cerca 78% dos lares brasileiros possuem dívidas a vencer, conforme indica o levantamento do “Endividamento e Inadimplência do Consumidor (Peic)”.

Para evitar as complicações financeiras e manter a qualidade de vida, Alberto André, CEO do Plusdin (portal de conteúdos de educação financeira), listou 4 truques que irão te ajudar a ficar longe das compras por impulso.

4 dicas para evitar compras por impulso

1. Faça um planejamento financeiro

O primeiro passo do planejamento financeiro é fazer um diagnóstico do momento atual visando identificar quais são os gastos mais frequentes. Para isso, comece listando todas as contas fixas e tente registrar também as despesas diversas do dia a dia. Todo planejamento financeiro pessoal depende dessa etapa, uma vez que é impossível fazer planos sem conhecer a realidade.

2. Reflita sobre a necessidade do produto

Em tempos de e-commerce, a tentação de passar o dia comprando on-line é grande, mas é preciso ter parcimônia e fugir das compras por impulso. Por isso, antes de clicar no “comprar”, repense se você realmente precisa desse produto naquele momento.

Compras são a válvula de escape em momentos de turbulência emocional para algumas pessoas (Imagem: Drazen Zigic | Shutterstock)

3. Evite as compras em momentos de instabilidade emocional

Realizar compras muitas vezes pode ser um método usado como válvula de escape para determinado momento de turbulência emocional. Afinal, quando alguém está passando por dificuldade, é comum considerar o consumo como uma saída eficiente na satisfação, a fim de gerar uma alegria momentânea. Nesses casos, procure não gastar dinheiro, pois certamente você irá se arrepender.

4. Utilize o cartão de crédito moderadamente

Por meio do uso de cartões de crédito, inúmeras pessoas passaram a ter a facilidade do parcelamento de suas compras. Porém, o problema é parcelar absolutamente tudo e isso virar uma verdadeira bola de neve ou até mesmo alcançar valores que não cabem no orçamento. Diante disso, vale acompanhar detalhadamente e de perto todas as faturas.

Acompanhe tudo sobre:Portal EdiCaseComprasplanejamento-financeiro-pessoal

Mais de Invest

Hapvida (HAPV3) vai investir até R$ 600 milhões em novos hospitais em SP e RJ

Ministério da Justiça realiza leilão de 54 quilos de ouro; veja como participar

5 frases que todo investidor precisa saber

"O mundo está passando por um processo grande de transformação", diz André Leite, CIO da TAG

Mais na Exame