Acompanhe:

150 milhões de americanos já recebem uma renda extra desse jeito; veja como você pode também

De acordo com dados divulgados pela B3, em 2021 esse método ofereceu uma rentabilidade maior que aluguel de imóveis em 90% dos casos

Os principais benefícios desse método, além da rentabilidade, é a isenção do imposto de renda e alta liquidez (Freepik/Reprodução)

Os principais benefícios desse método, além da rentabilidade, é a isenção do imposto de renda e alta liquidez (Freepik/Reprodução)

L
Leonardo Carmo

Publicado em 13 de janeiro de 2023, 14h00.

Última atualização em 16 de janeiro de 2023, 08h54.

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, não é necessário muito esforço para conquistar uma grana a mais no fim do mês. Na verdade, nem é preciso acrescentar mais uma atividade como trabalhos pontuais, vendas de produtos ou qualquer coisa do tipo à rotina. 

Atualmente, existe um jeito mais fácil e lucrativo de acumular dinheiro. Trata-se da renda passiva. Diferentemente dos exemplos citados anteriormente, através dela o dinheiro se multiplica sem grande esforço

O melhor exemplo disso é o aluguel. Quem possui um imóvel recebe mensalmente uma quantia por alugar a propriedade e não precisa fazer (quase) nada além de encontrar um inquilino.

Para quem deseja ter uma vida mais tranquila para aproveitar momentos com a família, viajar ou cumprir qualquer outro objetivo, essa ideia parece um sonho.

Um dos problemas, no entanto, é que imóveis custam caro. Se já é difícil adquirir uma casa própria, mais de uma propriedade, então, parece impossível. Ainda assim, 150 milhões de estadunidenses e quase 2 milhões de brasileiros conseguiram.

Especialista em investimentos ensina: 4 passos para ganhar um alguel todos os meses sem possuir um imóvel

O segredo dos americanos

Receber um retorno maior do que o de proprietários de casas, não se preocupar com problemas comuns à imóveis e ainda começar dispondo de uma pequena quantia. Parece um sonho, entretanto, é a realidade de quase 2 milhões de brasileiros, segundo um relatório do mercado FII divulgado pela bolsa de valores brasileira. 

De acordo com esse levantamento, em setembro de 2022 havia 1,9 milhão de cotistas registrados na B3. Ou seja, cerca de 2 milhões de brasileiros aderindo ao que os americanos conhecem muito bem: fundos imobiliários. Essa é a forma eficiente que investidores encontraram para lucrar com o mercado de imóveis sem gastar todo o dinheiro necessário para comprar um.

Funciona assim: uma instituição financeira, como um banco ou uma corretora, encontra bons imóveis para comprar ou construir e pessoas dispostas a dividir os gastos. Posteriormente, eles alugam essa propriedade e dividem os lucros com os cotistas (investidores que ajudaram a financiar a empreitada). 

O diferencial e motivo de tanto lucro, entretanto, está na forma como elas fazem isso. Com uma equipe de profissionais qualificados e sistemas capazes de gerenciar toda essa operação na bolsa de valores, as instituições focam em adquirir prédios de escritórios, shoppings e espaços de logística (que abrigam ‘galpões’ de empresas e centros de distribuição de bebidas e alimentos, por exemplo).

Esses imóveis oferecem retornos muito maiores que residências e não possuem inquilinos que exigem tanta atenção do proprietário - para o cotista, não exige atenção alguma, na verdade.

Não à toa, 150 milhões de americanos já investem em fundos imobiliários, de acordo com a associação americana Nareit.

Ganhe uma renda extra todos os meses em apenas 4 passos: clique aqui e descubra quais

As vantagens dos FIIs

Os principais benefícios de investir em fundos de investimentos imobiliários, além da rentabilidade, é a isenção do imposto de renda e alta liquidez das cotas. Quem faz a declaração anual do imposto de renda sabe que a “mordida do leão” (expressão usada para se referir a tributação dos valores ganhos no período de um ano) pode chegar até 27,5%. Por isso, o fato do dinheiro investido em fundos imobiliários não entrar nessa conta é um enorme atrativo

Em relação a liquidez, a lógica também é simples. Quando precisam vender um imóvel, não raro as pessoas enfrentam dificuldades para encontrar um comprador. Afinal, trata-se de um bem caro e capaz de alterar profundamente a vida de uma pessoa. Se ela compra um apartamento pela primeira vez, por exemplo, precisa começar a se preocupar com manutenção, IPTU e taxa de condomínio.

Já se essa mesma pessoa possui cotas de um fundo imobiliário, tudo o que ela precisa fazer é entrar no mercado secundário e, em poucos dias, ter o seu dinheiro de volta.

O que permite isso são os avançados sistemas citados anteriormente, eles vendem essas cotas não para uma mas diversas pessoas interessadas

Então, em vez de encontrar uma pessoa disposta a pagar R$ 300 mil por uma casa, por exemplo, eles encontram 3.000 pessoas dispostas a pagar R$ 100 por uma cota. 

Conteúdo gratuito: clique aqui e participe de um treinamento gratuito sobre fundos imobiliários

Como começar a investir em FIIs?

Para ajudar quem também deseja se juntar a esse grupo de pessoas que conquistaram lucros relevantes através de fundos imobiliários, a EXAME Invest criou a série Renda Passiva Permanente com Fundos Imobiliários. Trata-se de uma sequência de encontros gratuitos com o especialista em investimentos Caio Mesquita. 

Ele é CEO da Empiricus e promete ensinar a “receber um aluguel turbinado todos os meses”. Para entender mais sobre a proposta e aprender mais sobre fundos de investimentos imobiliários com ele, basta acessar esta página de cadastro e fornecer algumas informações para contato. 

QUERO PARTICIPAR DA SÉRIE RENDA PASSIVA PERMANENTE COM FUNDOS IMOBILIÁRIOS