Acompanhe:

Web Summit 2022 sinaliza que inovação a qualquer custo não tem mais lugar na sociedade

Ética na tecnologia, responsabilidade social, transparência são demandas cada vez mais cobrados de toda a cadeia das empresas, de quem teve a ideia a quem financia

Web Summit 2022: evento ocorreu em Lisboa, Portugal (Ramsey Cardy/Getty Images)

Web Summit 2022: evento ocorreu em Lisboa, Portugal (Ramsey Cardy/Getty Images)

P
Por Marcelo Tripoli, de Lisboa

16 de novembro de 2022, 21h09

Chegamos ao final do Web Summit 2022. Ao longo da última semana apresentamos alguns insights e novidades dessa edição, que atingiu capacidade máxima de público em tempo recorde. Foram mais de 71 mil pessoas, além de milhares de empresas e startups. 

Abaixo, divido com você, leitor, as impressões finais que tive ao lado de Graziella Valenti, editora do Exame In e do Exame Invest. Vale lembrar que o evento é gigante e cada pessoa terá sua própria visão e reflexão a respeito, de acordo com os assuntos escolhidos e participação no evento.

Incertezas sobre o mercado: há movimentos mais claros na direção sobre propósito, responsabilidade e ética, mas o futuro do mercado de inovação e tecnologia segue indefinido. 

Ética da tecnologia: momento crucial de inflexão na sociedade, refletindo sobre as transformações positivas da tecnologia e seus efeitos colaterais. Muitos palestrantes falaram sobre como reduzir o impacto nocivo da inovação e do mundo digital.

Centralização x descentralização: houve muito conteúdo relacionado ao mundo cripto e ao Web 3.0, tentando entender se e como o futuro que passa por tudo isso. De um lado há forças centralizadoras com as big techs centralizando dados e informações, os governos centralizando o que as empresas podem fazer com os dados, e de um outro lado você uma força acreditando que a Web 3.0 será esse ambiente totalmente descentralizado e aberto. Acreditamos que não está claro qual futuro vai prevalecer. 

Responsabilidade de toda a cadeia: inovação a qualquer custo é cada vez mais questionado, inclusive pelos investidores. Vivemos em uma nova sociedade, principalmente pela Geração Z, que não aceita essa inovação a qualquer custo. Quem financia startups também está sendo cobrado por uma postura mais sustentável, transparente e correta. 

Veja também

JCDecaux acelera Digital Out of Home e destaca papel do marketing no uso estratégico de dados

Receita do OnlyFans, design ético da Landor e economia circular na Shein são destaques no Web Summit

Estratégia da Lego para seguir relevante aos 90 anos de idade e outros destaques no Web Summit 2022

Quer fazer parte do maior clube de CMOs do país? Saiba como