Ultrapar: lucro líquido é de R$ 82,6 milhões no 3º trimestre, queda de 82%

O Ebitda ajustado atingiu R$ 838 milhões em setembro deste ano, recuo de 18% na comparação com o mesmo período de 2021 e de 44% em relação ao segundo trimestre deste ano

A receita líquida da Ultrapar entre julho e setembro de 2022 cresceu 24% na comparação anual, para R$ 39,484 bilhões (GERMANO LUDERS/Site Exame)

A receita líquida da Ultrapar entre julho e setembro de 2022 cresceu 24% na comparação anual, para R$ 39,484 bilhões (GERMANO LUDERS/Site Exame)

E
Estadão Conteúdo

9 de novembro de 2022, 19h19

A Ultrapar (UGPA3) registrou lucro líquido de R$ 82,6 milhões no terceiro trimestre de 2022, queda de 78% em relação ao mesmo período do ano passado, quando ficou em R$ 374 milhões. Também há recuo em relação ao trimestre anterior, de 82%.

Segundo a empresa, o resultado é explicado pelo efeito no terceiro terceiro trimestre de 2021 da reversão de Imposto de Renda (IR) sobre a correção Selic de créditos tributários de R$ 196 milhões e por ajustes de fechamento dos desinvestimentos da Oxiteno e da Extrafarma no terceiro trimestre deste ano, atenuados pelo maior Ebitda das operações continuadas.

O Ebitda ajustado atingiu R$ 838 milhões em setembro deste ano, recuo de 18% na comparação com o mesmo período de 2021 e de 44% em relação ao segundo trimestre deste ano.

A receita líquida da Ultrapar entre julho e setembro de 2022 cresceu 24% na comparação anual, para R$ 39,484 bilhões. Já em relação ao segundo trimestre imediatamente anterior, o indicador teve um aumento de 6%. Os dados foram divulgados nesta quarta-feira.

Esse resultado se deu, de acordo com o relatório da empresa, em função do aumento na receita líquida em todos os negócios, principalmente na Ipiranga, parcialmente compensado pelos desinvestimentos da Oxiteno e da Extrafarma e subsequentes desconsolidações dos seus resultados em abril e agosto de 2022, respectivamente.