Mercados

Tecnisa vai levantar até R$ 721 milhões em oferta primária de ações

Com o anúncio da venda dos papéis na Bolsa, companhia deu um salto de quase 30% no pregão desta segunda-feira

Tecnisa: empresa anunciou venda de ações (Lia Lubambo/Exame)

Tecnisa: empresa anunciou venda de ações (Lia Lubambo/Exame)

R

Reuters

Publicado em 8 de julho de 2019 às 20h04.

Última atualização em 8 de julho de 2019 às 20h11.

São Paulo — A construtora Tecnisa anunciou que seu conselho de administração autorizou nesta segunda-feira (8) a realização de uma oferta primária de ações, como parte dos esforços para compra de terrenos.

Segundo a companhia, a oferta envolve a venda de um lote de 300 milhões de ações. A operação pode ser ampliada em até 35%, ou 105 milhões de papéis. A ação da companhia deu um salto de 29,9% no pregão desta segunda-feira.

Considerando o preço de fechamento desta sessão, de 1,78 real por ação, e a venda de todas as 405 milhões de ações, a companhia poderia levantar até 721 milhões de reais.

O BTG Pactual será o coordenador líder da operação, com ajuda de Santander Brasil, Itaú BBA e Caixa Econômica Federal, afirmou a Tecnisa em fato relevante.

A companhia pretende usar cerca de metade dos recursos da oferta "para promover o crescimento das operações, incluindo a aquisição de novos terrenos", diz trecho do documento. O restante deve ser usado para melhorar a estrutura de capital, por meio do pagamento de dívidas e reforço de capital de giro.

Acompanhe tudo sobre:AçõesB3Tecnisa

Mais de Mercados

Realização de lucros? Buffett vende R$ 8 bilhões em ações do Bank of America

Goldman Sachs vê cenário favorável para emergentes, mas deixa Brasil de fora de recomendações

Empresa responsável por pane global de tecnologia perde R$ 65 bi e CEO pede "profundas desculpas"

Bolsa brasileira comunica que não foi afetada por apagão global de tecnologia

Mais na Exame