Acompanhe:

Suzano compra operações de papel higiênico da Kimberly-Clark, dona da Neve

Estimativas do mercado é de que o valor da transação seja de US$ 200 milhões, mas companhias não revelaram as cifras

Suzano: Compra de fábrica da Kimberly-Clark e da marca Neve aumenta fatia da empresa no mercado (Germano Lüders/Exame)

Suzano: Compra de fábrica da Kimberly-Clark e da marca Neve aumenta fatia da empresa no mercado (Germano Lüders/Exame)

R
Raquel Brandão

24 de outubro de 2022, 19h54

A Suzano (SUZB3) e a empresa de produtos de higiene pessoal Kimberly-Clark fecharam acordo para a compra das operações de tissue (papéis sanitários) da americana no Brasil. O negócio dá à Suzano uma posição mais relevante e de melhor rentabilidade no segmento, já que a Kimberly é dona da marca Neve.

Além da marca Neve, a transação inclui os ativos da Kimberly-Clark Professional, além da concessão de licenciamento para a fabricação e comercialização das marcas Kleenex, Scott e WypAll no país.

As duas companhias não divulgaram valores. As estimativas de fontes do mercado eram de US$ 200 milhões. A fabricante respondeu por 8,3% das vendas de papéis higiênicos e outros em 2021 do país, sendo a quarta maior em vendas de um mercado que movimentou R$ 10,66 bilhões no ano passado, segundo a Euromonitor.

No comunicado da Suzano, a empresa diz que o principal ativo é a fábrica de produção de tissue da Kimberly-Clark em Mogi das Cruzes, no estado de São Paulo, que tem capacidade anual de produção de aproximadamente 130 mil toneladas. A conclusão do negócio depende da aprovação do Cade.

Agora, segundo a Kimberly-Clark, os esforços no Brasil se concentrarão em acelerar o ritmo de crescimento de suas marcas de cuidados pessoais Huggies, Intimus e Plenitud, de fraldas e absorventes. Desde 2020, a empresa investou cerca de US$ 120 milhões na operação brasileira.

"O Brasil continua sendo um mercado importante para nós, principalmente considerando sua demografia, com 60 milhões de lares, 3 milhões de nascimentos por ano, 55 milhões de mulheres entre 12 e 45 anos, e um terço da população com mais de 45 anos. Queremos que nossas marcas ofereçam um melhor cuidado para cada ocasião e marco da vida das pessoas, fortalecendo a fidelidade, para que se tornem líderes em suas categorias", diz a americana em nota oficial.