SLC Agrícola (SLCE3) alcança produção de 1 milhão de sacas de soja, expansão de 31%

Desde julho do ano passado, produção inclui operação da Terra Santa Agro
Fazenda da SLC Agricultura: investimento em tecnologia deve gerar ganho líquido de R$ 50 milhões (Cristiano Mariz/Exame)
Fazenda da SLC Agricultura: investimento em tecnologia deve gerar ganho líquido de R$ 50 milhões (Cristiano Mariz/Exame)
Roberto Bodetti
Roberto Bodetti

Publicado em 21/07/2022 às 20:56.

Última atualização em 21/07/2022 às 20:56.

Neste último ano safra, a SLC Agrícola (SCLE3) alcançou, pela primeira vez, uma produção de 1 milhão de sacas de soja, no ano safra 2021/2022, encerrado em junho. Trata-se de um crescimento superior a 31% em relação ao período anterior Desde julho do ano passado, início do ano safra, a companhia assumiu a produção da Terra Santa Agro.

O dado foi destaque durante o Farm Day. “Mais interessante que os números, é a estratégia de agregação de valor. A produção de sementes dentro da SLC Agricola está totalmente alinhada à nossa estratégia de trabalhar com margens incrementais acima do que nós estaríamos entregando para o mercado, para os acionistas se nós estivéssemos vendendo apenas o grão comercial", afirmou Gustavo Lunardi, diretor de suprimentos, produção de sementes e mecanização da companhia, durante a apresentação aos investidores.

A tecnologia como "game changer" 

Além dos resultados apresentados, a SLC também mostrou como as novas tecnologias do agronegócio tem ajudado na redução de custos. Para este ano safra, a companhia espera um ganho líquido de R$ 50 milhões, fruto da economia de custos gerada por tecnologias de sensoriamento remoto, aplicação localizada e apontamento digital de pragas. O volume é exatamente o dobro do obtido no exercício anterior.

O retorno sobre investimento (ROI) em tecnologia? A cada R$ 1 aplicado pela companhia, a economia gerada é de R$ 4,70. Leonardo Celini, diretor de operações, contou aos investidores que as novas tecnologias também reduziram o uso de insumos nas produções, o que resultou uma redução de gastos de US$ 26 milhões.

De acordo com o executivo, essas eficiências são essenciais para momentos como os atuais, de produtividade abaixo do esperado (nas lavouras de milho e algodão), resultado da redução das chuvas.

Resultados da SLC no 1º trimestre

No primeiro trimestre do ano, a receita líquida da companhia foi de R$ 2,4 bilhões, um crescimento de 96,3% se comparado com o mesmo período em 2021. Houve expansão também no lucro líquido obtido pela gigante da agricultura, um aumento de 153%, totalizando R$ 797 milhões.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda ajustado) da SLC foi de R$1,26 milhões, crescendo 176,5% e expandido 15,2 pontos percentuais em relação aos três primeiros meses do ano passado.