Invest

Setor de seguros da China deve crescer 8,1% ao ano na próxima década, diz Allianz

No mercado de seguros chinês, o segmento de seguro de vida continuará sendo o principal gerador de receita, com um crescimento anual de 7,1% e alcançando €706,1 bilhões

Seguros: seguro de vida é a principal fatia do mercado. (Shutterstock/Shutterstock)

Seguros: seguro de vida é a principal fatia do mercado. (Shutterstock/Shutterstock)

China2Brazil
China2Brazil

Agência

Publicado em 26 de maio de 2023 às 10h04.

Última atualização em 26 de maio de 2023 às 10h05.

O setor de seguros da China está previsto para registrar um crescimento anual de 8,1% nos próximos dez anos, de acordo com um relatório divulgado pela gigante de seguros alemã Allianz. Esse número é significativamente maior do que a média global de 5,2%.

A Allianz projetou que o valor do setor de seguros da China atingirá €1,5 trilhão (US$1,6 trilhão) até 2033, representando 15,2% da receita global de prêmios de seguros. Atualmente, a participação da China é de 11,4%.

No mercado de seguros chinês, o segmento de seguro de vida continuará sendo o principal gerador de receita, com um crescimento anual de 7,1% e alcançando €706,1 bilhões (US$757,8 bilhões) em uma década. O seguro de propriedade e responsabilidade crescerá a uma taxa anual de 8,2%, atingindo €442,1 bilhões, enquanto o seguro de saúde aumentará 10,2% anualmente, chegando a €337,9 bilhões.

Embora haja um desaceleramento em relação ao crescimento observado na última década, com taxas de crescimento de 9,9% para o seguro de vida, 9,8% para o seguro de propriedade e responsabilidade, e 25,8% para o seguro de saúde, o setor de seguros chinês ainda demonstra uma perspectiva sólida de crescimento.

Ludovic Subran, economista-chefe da Allianz, destacou que o setor de seguros desempenha um papel crucial em tempos de inflação alta e baixo crescimento, atuando como um amortecedor para suavizar o impacto dessas turbulências econômicas.

A receita global proveniente de prêmios de seguros registrou um aumento de 4,9% no ano passado, atingindo €5,6 trilhões (US$6 trilhões), apesar dos desafios macroeconômicos. A contribuição da China para essa receita foi de €633 bilhões, um aumento de 4,6%.

Tecnologia

A Allianz ressaltou que a tecnologia terá um papel transformador nas operações das seguradoras. Ecossistemas desempenharão um papel fundamental no acesso dos clientes, oferecendo soluções abrangentes que vão além de produtos individuais, abrangendo estilo de vida, viagens, riqueza e saúde.

A inteligência artificial também terá um impacto significativo, proporcionando possibilidades inimagináveis na análise de dados e revolucionando toda a cadeia de valor do setor de seguros, desde a subscrição até o processamento de sinistros.

Com a projeção de crescimento do setor de seguros chinês, espera-se que a China se consolide ainda mais como um importante participante global nesse mercado, impulsionando a economia do país e trazendo benefícios tanto para as seguradoras quanto para os consumidores.


Tradução: Mei Zhen ali
Fonte: Yicai Global

Acompanhe tudo sobre:Seguro de vidaseguro-de-carro

Mais de Invest

Mega-Sena sorteia neste sábado prêmio acumulado em R$ 53 milhões

O que é private equity e como funciona?

Quanto rendem R$ 20 mil por mês na poupança?

CD americano x CDB brasileiro: quais as diferenças e qual vale mais a pena investir

Mais na Exame