Mercados

Ser Educacional pede registro para IPO

Rede de ensino pediu registro para realizar uma oferta inicial de ações, conforme prospecto preliminar

Sala de aula: companhia se apresenta como a maior organização privada no setor de ensino superior nas regiões Norte e Nordeste do Brasil em número de unidades e de alunos (Getty Images)

Sala de aula: companhia se apresenta como a maior organização privada no setor de ensino superior nas regiões Norte e Nordeste do Brasil em número de unidades e de alunos (Getty Images)

DR

Da Redação

Publicado em 29 de outubro de 2013 às 10h49.

São Paulo - A rede de ensino Ser Educacional pediu registro para realizar uma oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês), conforme prospecto preliminar disponibilizado nesta terça-feira no site da Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A empresa fará uma distribuição primária de ações ordinárias, com os recursos destinados ao caixa da companhia, além de uma distribuição secundária, em que o dinheiro captado vai para os acionistas vendedores.

No prospecto, a companhia se apresenta como a maior organização privada no setor de ensino superior nas regiões Norte e Nordeste do Brasil em número de unidades e de alunos. No fim do primeiro semestre, a Ser Educacional contava com 76 mil alunos matriculados em cursos de graduação, pós-graduação e cursos técnicos de nível médio.

De janeiro a junho, a Ser Educacional teve receita líquida de 220,6 milhões de reais e lucro de 68,8 milhões de reais, altas de 61,9 e de 82,6 por cento, respectivamente, sobre igual período de 2012.

No prospecto do IPO, ainda não havia informações sobre a quantidade de ações, a faixa indicativa de preço por papel e o cronograma da operação.

O BTG Pactual será o coordenador líder da operação, que também contará com a coordenação de Credit Suisse, Goldman Sachs e Santander.

Acompanhe tudo sobre:EducaçãoEducação no BrasilIPOsMercado financeiroSer Educacional

Mais de Mercados

Ações da Tesla caem no aftermarket após queda de 45% no lucro do 2º tri

Biden sai e Kamala entra? Como o turbilhão nos EUA impacta as ações americanas, segundo o BTG

Por que Mohamed El-Erian, guru de Wall Street, está otimista com o cenário econômico

Ibovespa fecha em queda de 1% pressionado por Vale (VALE3)

Mais na Exame