• AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
  • AALR3 R$ 20,20 -0.49
  • AAPL34 R$ 66,78 -0.79
  • ABCB4 R$ 16,69 -3.75
  • ABEV3 R$ 13,98 -1.13
  • AERI3 R$ 3,67 -0.81
  • AESB3 R$ 10,70 0.00
  • AGRO3 R$ 30,74 -0.32
  • ALPA4 R$ 20,46 -1.35
  • ALSO3 R$ 18,92 -0.94
  • ALUP11 R$ 26,83 0.86
  • AMAR3 R$ 2,41 -1.23
  • AMBP3 R$ 29,84 -2.29
  • AMER3 R$ 23,45 1.56
  • AMZO34 R$ 66,86 -0.09
  • ANIM3 R$ 5,36 -2.72
  • ARZZ3 R$ 81,01 -0.23
  • ASAI3 R$ 15,95 3.24
  • AZUL4 R$ 20,93 -1.46
  • B3SA3 R$ 12,13 2.71
  • BBAS3 R$ 37,15 4.06
Abra sua conta no BTG

Segunda maior alta do ano, com ganhos de 40%, PetroRio ainda pode surpreender mais

Mesmo com o forte rali em 2021, Bradesco BBI acredita que PRIO3 ainda têm mais espaço para andar; banco elevou recomendação e preço-alvo dos papéis, vendo potencial de valorização de 26%
 (Divulgação/Petrorio)
(Divulgação/Petrorio)
Por Paula BarraPublicado em 08/03/2021 12:57 | Última atualização em 08/03/2021 13:02Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Mesmo com ganhos de 40% em 2021, conquistando o posto de segunda maior alta do Ibovespa no ano até o momento, a ação da PetroRio (PRIO3) ainda tem espaço para andar, aponta o Bradesco BBI, em relatório divulgado a clientes ontem. O banco elevou a recomendação dos papéis da companhia de neutra para outperform, equivalente a companhia, e o preço-alvo, que passou de 90,00 reais para 126,00 reais.

Quer saber qual o setor mais quente da bolsa no meio deste vaivém? Assine a EXAME Invest Pro

A nova meta implica em um potencial de valorização de 26% frente ao fechamento da última sexta-feira, em 100,06 reais. Nesta sessão, os papéis da companhia operam em baixa de 2,30%, cotados em 97,86 reais.

A revisão ocorre na esteira do anúncio, na última quinta-feira à noite, de que a empresa assinou contrato com a Total E&P do Brasil para comprar fatia de 28,6% no bloco BMC-30, no campo de Wahoo. Na sexta, os papéis da companhia subiram 7,60%, fechando no maior patamar desde setembro de 2011.

A aquisição soma-se à participação de 35,7% que a PetroRio comprou da BP no campo em novembro do ano passado (na ocasião, os papéis da companhia dispararam 30% no pregão após o anúncio). Quando as duas transações forem concluídas, a companhia passará a deter 64,3% da concessão.

Para os analistas do banco, a companhia deve adquirir os 35,7% restantes no campo detidos pela indiana IBV.

"Embora os riscos de Wahoo sejam maiores do que o resto do portfólio da PetroRio (sem reservas registradas ainda), a agenda da companhia para 2021 é amplamente positiva, com uma forte perspectiva para os preços do petróleo e mais fusões e aquisições", escreveram os analistas.

Segundo eles, os principais riscos de Wahoo estão concentrados em 2022, à medida que a companhia de perfuração de novos poços avance.

Em relação ao valuation dos papéis, eles comentam que, atualmente, PRIO3 negocia com um múltiplo valor da firma sobre Ebitda (EV/Ebitda, na sigla em inglês) de 5,5 vezes para 2021, o que representa um prêmio de 38% em relação à media das empresas de exploração e produção da América Latina (com foco em petróleo).

Para eles, esse prêmio faz sentido — e deveria ser até mais íngreme — em função das perspectivas de crescimento da companhia. Eles comentam que veem uma taxa de crescimento anual composta para o Ebitda da empresa de 35% entre 2021 a 2024, contra um crescimento muito mais lento para seus pares da América Latina.

O prêmio para o EV/Ebitda implícito no novo preço-alvo da ação em relação aos seus pares latinos é de 41%, "o que seria um nível justo, na nossa opinião", explicam os analistas.