Sabesp (SBSP3) dispara quase 17% com possível vitória de Tarcísio de Freitas em SP

Ex-ministro de Jair Bolsonaro tem desempenho acima do esperado no primeiro turno e sai em vantagem contra candidato petista
 (Sabesp/Divulgação)
(Sabesp/Divulgação)
Guilherme Guilherme
Guilherme Guilherme

Publicado em 03/10/2022 às 10:34.

Última atualização em 03/10/2022 às 17:28.

As ações da Sabesp (SBSP3) fecharam esta segunda-feira, 3, em alta de quase 17%. A forte valorização ocorreu após o resultado da eleição ao governo do estado de São Paulo, em que o ex-ministro de Jair Bolsonaro (PL) Tarcísio de Freitas (PL), foi o mais votado. A decisão será disputada em segundo turno contra Fernando Haddad (PT).

A expectativa no mercado é de que, com Tarcísio de Freitas, a Sabesp tenha mais chance de ser privatizada do que em um eventual governo petista. A reação ao resultado da véspera é ainda mais acentuada, dado o efeito surpresa do primeiro turno.

Tarcísio de Freitas obteve 42,3% dos votos válidos, enquanto Haddad, 35,70%. O Datafolha divulgado na véspera da eleição dava 39% para o Haddad e 39% para Freitas.

"Esperamos uma reação positiva nas ações da Sabesp, dado que Freitas é considerado favorável ao mercado e pró-privatização e ele veio com resultados melhores do que o esperado", avaliaram analistas do Credit Suisse em nota.

A privatização da companhia de saneamento paulista é um desejo antigo do mercado, tendo sido especulada durante boa parte do antigo governo de João Doria.

Veja também