Rodobens: ação tem potencial para aproveitar demanda aquecida, diz Fator

Mesmo com baixa liquidez, papel é forte e tem desconto injustificado, defendem os analistas
Construção de casas: Rodobens lucra com mercado de nicho e regionalmente pulverizado (Drawlio Joca/EXAME)
Construção de casas: Rodobens lucra com mercado de nicho e regionalmente pulverizado (Drawlio Joca/EXAME)
M
Mirela PortugalPublicado em 07/01/2011 às 09:46.

São Paulo - Fora do alto escalão das imobiliárias na bolsa, a Rodobens (RDNI3), apresentou em 2010 qualidades o suficiente para entrar no radar dos investidores a curto prazo. É o que diz a corretora Fator em relatório comentando os resultados operacionais do quarto trimestre da empresa, anunciados hoje.

Os analistas Eduardo Silveira e René Brandt elogiaram os números acima das expectativas e do consenso do mercado. “Esperamos impacto positivo no preço das ações no curto prazo”, afirma a corretora, que reiterou a recomendação de compra e o preço-alvo de 29 reais para os papéis.

A companhia terminou o trimestre com volume de lançamentos totalizando 489 milhões – um total de 1 bilhão em 2010. A Fator elogia ainda a manutenção do guidance, ameaçado pelos sucessivos problemas de aprovação dos projetos ao longo do ano. 

Posição injusta, alto potencial

Para os analistas, a Rodobens está bem posicionada para se beneficiar do pacote habitacional, com perspectiva de aumento nas vendas contratadas e melhoria no fluxo de caixa.  “Mesmo com a baixa liquidez dos papéis, acreditamos que este desconto é injustificado e que o papel tem potencial para performar bem com a demanda”, argumentam. 

A expectativa é que a ação seja favorecida pelas vantagens estratégicas da companhia, como sua atuação em nicho de mercado entregando  produto diferenciado (como condomínio de casas, seu ponto forte) e a diversificação regional dos projetos com atuação potencial em mais de 70 cidades.


Leia também: Ação da Fleury: preço-alvo sobe com aquisição da Labs D’or

Direto da Bolsa: Santander recomenda compra de ações da HRT