Invest

Revisão de guidance da MRV (MRVE3) derruba ações no Ibovespa

Apesar da revisão no guidance, a mensagem da companhia é de retomada do protagonismo

MRV: melhora de margem é sentida por analistas (MRV/Divulgação)

MRV: melhora de margem é sentida por analistas (MRV/Divulgação)

Janize Colaço
Janize Colaço

Repórter de Invest

Publicado em 18 de março de 2024 às 15h17.

Última atualização em 18 de março de 2024 às 15h24.

Depois de rumores de revisão de guidance, a MRV (MRVE3) confirmou que é isso mesmo o que acontecerá. Na sexta-feira, 15, durante o seu Investor Day, a companhia informou que a sua projeção de lucro para 2025 caiu de uma janela de R$ 700 milhões a R$ 1 bilhão para um intervalo entre R$ 500 milhões a R$ 700 milhões. Por volta das 15h15 de hoje, os papéis da incorporadora caíam 4,13%.

Em coletiva, Ricardo Paixão, CFO do grupo, disse que o desafio de geração continua.
Vamos construir menos unidades do que havíamos previsto, por isso estamos revisando o guidance para baixo em margem bruta e lucro.” Apesar da revisão, a mensagem da companhia foi de retomada do protagonismo. “Os indicadores operacionais voltaram para um patamar pré-covid, e agora estamos com a operação mais estabilizada”, disse.

Em relatório, os analistas do BTG Pactual (mesmo grupo controlador da EXAME) escreveram que a recuperação da MRV está demorando mais do que o esperado. “As novas diretrizes sugerem grandes revisões para baixo em nossas estimativas de lucro por ação (EPS, na sigla em inglês)”, dizem. Ainda assim, o banco não está completamente negativo aos papéis da incorporadora, visto os “ventos favoráveis” do programa Minha Casa, Minha Vida.

Junto a isso, eles destacam que o novo guidance da MRV inclui as securitizações adicionais para este ano e 2025. “O CFO acredita que isso vai impulsionar o fluxo de caixa da MRV em R$400 milhões em 2024 (novas vendas de recebíveis superando o volume de recebíveis securitizados transferidos para os detentores de CRI) e serem próximas de zero no ano que vem”, disseram.

Com isso, embora o pregão de hoje seja marcado pela decepção dos investidores, o BTG segue confiante na empresa. Inclusive, os analistas mantiveram a recomendação de compra dos papéis MRVE3, “apesar do fraco ímpeto de ganhos”.

Confira as últimas notícias de Invest:

Acompanhe tudo sobre:MRVMRVE3IbovespaAções

Mais de Invest

“Não tente acertar o futuro”: a lição de Howard Marks a investidores brasileiros

Renda variável x renda fixa: como escolher o que é melhor para mim?

“Continuamos acreditando que o governo vai fazer o certo”, diz CEO do Santander

Mega-Sena acumulada: quanto rendem R$ 65 milhões na poupança

Mais na Exame