Repetindo o feito de Espaçolaser e Vamos, Intelbras dispara 25% em estreia na B3

As ações da Espaçolaser e Vamos, que começaram a ser negociadas na Bolsa nos últimos dias, também registraram ganhos de dois dígitos em suas estreias
 (Germano Lüders/Exame)
(Germano Lüders/Exame)
Paula Barra
Paula Barra

Publicado em 04/02/2021 às 13:28.

Última atualização em 05/02/2021 às 15:24.

Do último dia de fevereiro até esta quinta-feira, 4, três ações estrearam na B3: Intelbras (INTB3) hoje; Espaçolaser (ESPA3) na segunda-feira; e Vamos (VAMO3) no dia 29 do mês passado. Em comum, todas emplacaram uma forte disparada de dois dígitos no primeiro dia de negociação.

No caso da Intelbras, que teve seu início na Bolsa nesta quinta-feira, 4, seus papéis registraram valorização de 25,33%, sendo cotados em 19,74 reais, após a companhia precificar sua oferta pública inicial (IPO, na sigla em inglês) em 15,75 reais por papel, um pouco acima do piso da faixa indicativa, que ia de 15,25 reais a 19,25 reais. Na máxima do dia, os papéis atingiram alta de 29,14%, em 20,34 reais.

Conheça o maior banco de investimentos da América Latina e invista com os melhores assessores

A empresa movimentou 1,3 bilhão de reais com sua oferta. Foram negociadas 46 milhões de ações primárias e 26 milhões de ações secundárias. Um percentual de 55,55% do dinheiro levantado (724,5 milhões de reais) será destinado para os cofres da empresa, enquanto o restante vai para os próprios acionistas.

Segundo a companhia, o montante será usado para expandir seu crescimento inorgânico, aumentar a capacidade produtiva e impulsionar sua área de serviços de locação de produtos fabricados pela companhia. Parte do dinheiro também será destinada para a criação de mais canais de vendas e de varejo.

Com presença em 98% das 5,5 mil cidades brasileiras, a companhia fundada em 1976 por José Francioni de Freitas como parte de um grupo familiar hoje é composta por uma rede com mais de 370 distribuidores e 80 mil revendedores credenciados – responsáveis por quase 75% das vendas. Ao fim do terceiro trimestre do ano passado, a empresa empregava 3.500 pessoas em suas fábricas e escritórios.

A euforia na estreia, no entanto, não foi exclusividade da Intelbras nesses últimos dias. Os papéis da Espaçolaser, que começaram a ser negociados na Bolsa na última segunda-feira, também registraram fortes valorizações no primeiro dia, de 17,20%, enquanto os da Vamos subiram 19,42%. Nos últimos quatro pregões, acumulam altas de 21,06% e 26,15%, respectivamente. Nesta sessão, Espaçolaser subiu 1,26%, enquanto Vamos recuou 0,30%.

No radar: mais duas ações estreiam amanhã na B3

Em meio à agenda movimentada de IPOs, mais duas empresas estreiam na Bolsa amanhã: a Mosaico (MOSI3) e Mobly (MBLY3). Ambas precificaram suas ofertas ontem.

A plataforma digital Mosaico, dona dos sites Zoom, Buscapé e Bondfaro, fixou sua oferta em 19,80 por papel, no teto da faixa indicativa, que ia entre 15,40 reais e 19,80 reais. A oferta movimentou 1,2 bilhão de reais.

Foram distribuídos 29.220.780 papéis na oferta primária, somando 578,6 milhões de reais; e 32.142.862 ações na oferta secundária, alcançando 636,4 milhões de reais, incluindo a colocação dos lotes adicional e suplementar.

Segundo a empresa, os recursos captados na oferta primária serão usados para a quitação de financiamento com o BTG Pactual (BPAC11), bem como ampliação da participação no mercado de comércio eletrônico.

Já a Mobly, empresa de tecnologia especializada na venda online de móveis, definiu o preço da ação em 21,00 reais, na parte de cima da faixa indicativa de preço, que se estendia de 17,00 reais a 23,50 reais.

A oferta movimentou 812 milhões de reais, mas pode chegar a 933 milhões de reais com o green shoe, nome dado à venda de um lote a mais com o objetivo de ajudar a estabilizar o preço da ação.

A oferta primária, com recursos que vão para o caixa da empresa, totalizou 778 milhões de reais. A oferta secundária movimentou apenas 34 milhões de reais, com recursos que vão para o acionista controlador, o grupo alemão home24, uma das maiores plataformas digitais do mundo no segmento de home & living.

Os recursos da oferta primária vão ser utilizados para reforçar o crescimento da companhia, fortalecendo a estrutura financeira e o capital de giro e para investimento em centros de distribuição, tecnologia, novas lojas físicas e marketing.