Mercados

RaiaDrogasil (RADL3): BTG eleva preço-alvo para R$ 30 e vê ecossistema de saúde mais completo

Para analistas, ação pode até estar negociada a patamares elevados para o varejo, mas não para a execução que o grupo tem apresentado

R

Raquel Brandão

6 de dezembro de 2022, 20h23

A equipe de análise de ações do setor de varejo do BTG Pactual (do mesmo grupo da Exame) acha que a ação da RaiaDrogasil , ou RD (RADL3) , pode até estar negociada a patamares elevados para o varejo, mas não para a execução que o grupo de farmácias tem apresentado. Por isso, Luiz Guanais, Gabriel Disselli e Victor Rogatis , aumentaram a aposta reiterando a recomendação de compra para o papel e passando o preço-alvo de R$ 29 para R$ 30, um prêmio de quase 25% sobre a cotação de fechamento desta terça-feira, 06: R$ 24,06.

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Com uma conta gratuita.

Faça parte

"A ação é negociada com um grande prêmio para os varejistas brasileiros. Mas a execução superior (produtividade de loja muito maior do que seus pares), um plano de crescimento sólido e um roteiro de investimento completo para sua plataforma digital (e omni) reforçam nossa visão otimista", escrevem os analistas. Considerando as projeções para 2023, o papel é negociado a 30 vezes o múltiplo de preço/lucro, bem acima do patamar de 14 vezes do restante do setor, mas com uma taxa composta de crescimento anual robusta de 34% de 2022 a 2026.

Continua após a publicidade

Segundo eles, a RD evoluiu de um varejista tradicional para um ecossistema de saúde mais completo nos últimos anos , que deve ser gradativamente incorporado em seus múltiplos pelo mercado. "Depois de os últimos resultados trimestrais terem dado sinais positivos, principalmente ao nível da rentabilidade, continuamos a ver a RD como um dos principais nomes de exposição [dos investidores] ao varejo."

Veja também

O relatório destaca que, embora sigam muito relevantes na participação de mercado, as redes menores já não têm tantas alavancas de crescimento como à época da intesificação dos genéricos. As maiores redes farmacêuticas também reduziram seus planos de expansão, abrindo caminho para que a RD ganhasse participação de mercado como uma verdadeira varejista farma nacional, descentralizando seu crescimento do foco no Sudeste para outras regiões. Hoje, cerca de 65% das novas lojas são fora  do Sudeste, além do grupo abrir mais lojas em bairros populares.

O grande destaque, no entanto, está nas frentes digitais, como o desenvolvimento de uma plataforma vertical e multicanal. De acordo com o banco, a estratpegia da RD tem três pilares:

  • novo papel da drogaria, com uma abordagem multicanal e funcionando como um hub de saúde para os clientes;
  • desenvolvimento de marketplace de produtos e serviços de saúde;
  • adições à plataforma de saúde da empresa

Os profissionais veem, ainda, um tesouro nas mãos da RD. Com sua ampla base de dados, a varejista agora quer aproveitar as oportunidades com anúncios. No mercado desde 2017, a RD acelerou sua plataforma de publicidade em 2022, com a criação de uma divisão independente, expandindo seus canais principalmente em Digital Out of Home (DOOH), após a compra da Eloopz (empresa especializada em instalação e manutenção de monitores DOOH em todo o território nacional). Eles pretendem instalar televisores em 1,7 mil lojas (telas de 6 a 10 mil) para vender anúncios para empresas farmacêuticas, puxados por seu conhecimento dos consumidores (97% das vendas são identificadas).

"A iniciativa de anúncios pode trazer receita adicional, com fortes margens de contribuição aumentando a lucratividade", acfreditam os analistas do BTG Pactual.

Continua após a publicidade

Últimas notícias

ver mais

Continua após a publicidade

Brands

ver mais

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais