Petz levanta R$ 779 milhões em follow-on, com desconto de 3% na ação

Maior companhia de serviços e produtos para animais de estimação do país vai utilizar os recursos para acelerar a abertura de novas lojas e fazer novas aquisições, entre outros planos
Executivos da Petz na cerimônia virtual de estreia no pregão da B3 em setembro de 2020 | Foto: B3/Divulgação (B3/Divulgação)
Executivos da Petz na cerimônia virtual de estreia no pregão da B3 em setembro de 2020 | Foto: B3/Divulgação (B3/Divulgação)
D
Da RedaçãoPublicado em 19/11/2021 às 09:31.

Há apetite de investidores por ações de empresas bem-avaliadas e que estejam entregando resultados, ainda que o Ibovespa esteja em seu menor patamar em mais de um ano. Essa é uma possível inferência a partir da conclusão da oferta subsequente (follow-on) da Petz (PETZ3), o maior grupo de produtos e serviços para animais de estimação.

A Petz levantou 779 milhões de reais na oferta primária -- em que os recursos vão para o caixa da empresa -- precificada na noite de quinta-feira, dia 18: foram 41 milhões de novas ações a 19,00 reais por papel.

O valor implica um desconto de 2,8% em relação ao fechamento de quinta, quando as ações da Petz fecharam negociadas a 19,55 reais.

Desde o IPO em setembro do ano passado, as ações acumulam uma alta de 42,2%.

A Petz informou que pretende utilizar os recursos obtidos com a oferta para acelerar a abertura de novas lojas, fortalecer o ecossistema de produtos e serviços, fazer novas aquisições e desenvolver sua plataforma digital, de tecnologia e logística.

Itaú BBA, Bank of America, Bradesco BBI, BTG Pactual, Morgan Stanley, Santander Brasil e XP Investimentos foram os coordenadores da oferta, que havia sido inicialmente divulgada no começo deste mês.

(Com a Reuters)