Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Bolsas internacionais operam perto da estabilidade na manhã desta terça-feira, 19, enquanto a valorização do petróleo volta a pairar como ponto de preocupação no mercado. A commodity volta a subir nesta manhã, com o preço do barril chegando a superar os US$ 95. O patamar é o mais alto desde novembro do ano passado.

Petróleo nas alturas

Preocupações sobre o nível da oferta segue impulsionando o petróleo, após novo corte de produção de membros da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP). É o quarto mês de apreciação, com a alta de preço já refletindo nos dados cheios da inflação americana.

Na última medição, referente ao de agosto, o Índice de Preço ao Consumidor dos Estados Unidos (CPI, na sigla em inglês) saltou de 3,2% para 3,7% no acumulado de 12 meses. Em junho, o CPI anual era de 3%.

Véspera de Super Quarta

Temores de que a alta do petróleo volte a acelerar a inflação tem mantido investidores cautelosos, especialmente antes da decisão de política monetária do Federal Reserve. Ninguém mais aposta em uma alta de juros amanhã. Mas para novembro, as curvas de juros indicam 30%  de probabilidade de uma nova elevação, que levaria a taxa americana para entre 5,5% e 5,75%. Essas apostas poderão variar para um lado ou para o outro amanhã, dependendo das sinalizações do presidente do Fed, Jerome Powell.

A quarta-feira, 20, também será marcada pela decisão do Comitê de Política Monetária (Copom). A expectativa é de que mais uma queda de 0,5 ponto percentual, com a Selic caindo para 12,75%.

Leia também: Super Quarta: o que esperar das decisões do Copom e do Fed nesta semana

IBC-BR

Mas nessa terça, as atenções ainda estarão com a divulgação do Índice de Atividade Econômica do Banco Central, o IBC-Br, também conhecido como prévia do PIB. Referente ao mês de julho, o dado deverá mostrar uma expansão de 0,30% no mês, segundo  consenso de mercado.

Privatização avança na Sabesp

A Conselho Diretor do Programa Estadual de Desestatização (CDPED) da Sabesp recomendou que a companhia inicie o procedimento para seleção e contratação dos bancos coordenadores necessários à futura oferta pública, que deverá marcar sua privatização. O CPED também recomendou que secretarias do governo do Estado de São Paulo encaminhem o anteprojeto da lei de desestatização da companhia ao gabinete do governador.

Eletrobras levanta R$ 7 bi

A Eletrobras levantou R$ 7 bilhões por meio da sua 4ª emissão de debêntures simples. A emissão foi feita por meio de duas séries: a primeira, de R$ 4 bilhões, e a segunda, de R$ 3 bilhões.

Que horas abre a bolsa de valores?

O horário de negociação na B3 vai das 10h às 17h. A pré-abertura ocorre entre 9h45 e 10h, enquanto o after-market ocorre entre 17h25 e 17h30. Já as negociações com o Ibovespa futuro ocorrem entre 9h e 17h55.

Créditos

Últimas Notícias

ver mais
IRB (IRBR3) lucra R$ 22,3 milhões em julho e ações saltam quase 6%
seloMercados

IRB (IRBR3) lucra R$ 22,3 milhões em julho e ações saltam quase 6%

Há 3 horas
Ibovespa agora: bolsa opera em alta com commodities no radar
seloMercados

Bolsa abre em alta com avanço das commodities

Há 5 horas
Dólar hoje 22/09: abre em queda com mercado reagindo às decisões do BC e Fed
seloMercados

Dólar hoje 22/09: abre em queda com mercado reagindo às decisões do BC e Fed

Há 5 horas
BoJ mantém juro negativo no Japão, IMC vende divisão, AGE da Saraiva e o que mais move o mercado
seloMercados

BoJ mantém juro negativo no Japão, IMC vende divisão, AGE da Saraiva e o que mais move o mercado

Há 6 horas
icon

Branded contents

ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais