• AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
  • AALR3 R$ 20,01 -0.30
  • AAPL34 R$ 70,99 3.76
  • ABCB4 R$ 16,93 1.62
  • ABEV3 R$ 14,23 0.14
  • AERI3 R$ 3,76 -0.53
  • AESB3 R$ 10,81 -1.01
  • AGRO3 R$ 31,09 -1.11
  • ALPA4 R$ 22,80 2.84
  • ALSO3 R$ 19,15 1.59
  • ALUP11 R$ 26,48 -0.08
  • AMAR3 R$ 2,52 -2.70
  • AMBP3 R$ 31,84 -1.58
  • AMER3 R$ 21,57 0.33
  • AMZO34 R$ 3,52 4.14
  • ANIM3 R$ 5,51 -0.72
  • ARZZ3 R$ 83,00 2.13
  • ASAI3 R$ 15,78 -1.93
  • AZUL4 R$ 20,92 -0.14
  • B3SA3 R$ 12,68 2.18
  • BBAS3 R$ 37,07 -1.04
Abra sua conta no BTG

Petrobras prevê venda de participação na Braskem até fevereiro

O cronograma detalhado veio após a petroleira ter anunciado no início do dia que o movimento estava planejado para o primeiro trimestre de 2022
 (Reuters/Paulo Whitaker)
(Reuters/Paulo Whitaker)
Por ReutersPublicado em 07/01/2022 11:44 | Última atualização em 07/01/2022 11:44Tempo de Leitura: 1 min de leitura

A Petrobras disse nesta sexta-feira que espera realizar a venda de até 100% das ações preferenciais que detém na Braskem até o mês de fevereiro.

O cronograma detalhado veio após a petroleira ter anunciado no início do dia que o movimento estava planejado para o primeiro trimestre de 2022.

Em comunicado ao mercado, a Petrobras também reiterou que a venda será realizada por meio de uma oferta secundária de ações (follow-on) conjunta com o conglomerado Novonor.

A petroleira contratou o JPMorgan para assessoramento financeiro da oferta.

A Petrobras manifestou reiteradamente a intenção de vender sua participação de 36,1% na petroquímica. A Novonor, antes conhecida como Odebrecht, detém 38,3% do capital da Braskem.