Acompanhe:

Petrobras aprova vender até 100% de suas ações na Braskem em follow-on

Oferta pública será realizada em conjunto com a Novonor, ex-Odebrecht; acordo envolve migração da petroquímica para o Novo Mercado

Braskem deve migrar para o Novo Mercado | Foto: Paulo Fridman/Corbis (Paulo Fridman/Corbis/Getty Images)

Braskem deve migrar para o Novo Mercado | Foto: Paulo Fridman/Corbis (Paulo Fridman/Corbis/Getty Images)

R
Reuters

Publicado em 16 de dezembro de 2021, 09h07.

Última atualização em 16 de dezembro de 2021, 12h31.

A Petrobras (PETR3/PETR4) informou nesta quinta-feira, 16, que seu Conselho de Administração aprovou o modelo de venda de até 100% das ações preferenciais que detém na Braskem (BRKM5), em oferta pública secundária (follow-on) em conjunto com a Novonor (ex-Odebrecht) e a NSP Investimentos.

Em fato relevante divulgado pela companhia, a Petrobras disse ainda que celebrou termo com a Novonor que estabelece diretrizes com o objetivo de migração da Braskem para o Novo Mercado, nível mais elevado de governança corporativa da bolsa B3.

Petrobras e Novonor solicitarão que a Braskem realize os estudos e análises necessários sobre a migração, a qual deve compreender a realização de determinados atos, dentre eles, as adaptações necessárias de governança com as respectivas aprovações societárias.

Segundo o comunicado, Petrobras e Novonor firmaram também um aditamento ao atual Acordo de Acionistas da Braskem, prevendo futura alteração da disciplina do direito de preferência da Braskem em novos negócios no setor petroquímico.