Acompanhe:

NYSE Euronext diz que pretende reabrir pregão na quarta

Mercado norte-americano de ações foi interrompido em Nova York com a chegada da tempestade Sandy


	Operador da NYSE: bolsa tenta retomar atividades amanhã
 (Getty Images)

Operador da NYSE: bolsa tenta retomar atividades amanhã (Getty Images)

J
John McCrank

30 de outubro de 2012, 13h57

Nova York - A operadora da bolsa de valores de Nova York, a NYSE Euronext, pretende reabrir os mercados na quarta-feira em seu horário habitual, mas também está testando seu plano de contingência "apenas para garantir", afirmou o chefe de operações da companhia, Larry Leibowitz, nesta terça-feira.

"A partir de agora, estamos apostando forte na abertura amanhã (quarta-feira) e esperamos completamente fazê-lo", disse Leibowitz em entrevista.

Milhões de pessoas no leste dos EUA acordaram nesta terça-feira com o rastro de destruição deixado pela gigantesca tempestade Sandy, que alagou casas, derrubou árvores, provocou a falta de energia generalizada e inundou o sistema de metrô de Nova York e ruas no distrito financeiro de Manhattan.