Opep vê mercado global com superávit de petróleo no 3º trimestre

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo reduziu as previsões para o volume bombeado no terceiro trimestre em 1,24 milhão de barris por dia
Opep: surpreendeu traders na reunião de 3 de agosto ao anunciar planos de adicionar apenas 100 mil barris por dia em setembro (Pramote Polyamate/Getty Images)
Opep: surpreendeu traders na reunião de 3 de agosto ao anunciar planos de adicionar apenas 100 mil barris por dia em setembro (Pramote Polyamate/Getty Images)
B
BloombergPublicado em 11/08/2022 às 11:22.

A Opep projeta que os mercados globais de petróleo vão registrar superávit neste trimestre, em meio ao cenário de menor demanda e aumento das estimativas de oferta de rivais.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo reduziu as previsões para o volume bombeado no terceiro trimestre em 1,24 milhão de barris por dia, para 28,27 milhões diários, de acordo com o relatório mensal mais recente. O número representa cerca de 570 mil barris diários abaixo da quantidade produzida pelos 13 membros da Opep em julho.

A revisão contrasta com os dados da Agência Internacional de Energia, que elevou as previsões para a demanda na quinta-feira, já que os crescentes preços do gás natural obrigam empresas e refinarias a recorrerem ao petróleo. Mas o cenário traçado pela Opep pode ajudar a explicar o pequeno aumento da produção acordado entre aliados na semana passada.

A Opep+ surpreendeu traders na reunião de 3 de agosto ao anunciar planos de adicionar apenas 100 mil barris por dia em setembro, apesar dos pedidos do presidente dos EUA, Joe Biden, para que a organização acelerasse a produção durante uma visita à Arábia Saudita, líder do grupo, no mês passado. A aliança justificou a decisão dizendo que a capacidade extra de produção “severamente limitada” deveria ser implementada com “grande cautela”.

O departamento de pesquisa da Opep, com sede em Viena, reduziu as previsões para a demanda global de petróleo neste trimestre em 720 mil barris por dia, e aumentou as projeções para a oferta fora do cartel em 520 mil barris diários. A expectativa é de consumo médio de 99,93 milhões de barris por dia no período de três meses.