Moody’s rebaixa perspectiva da Petrobras para ‘negativa’

Segundo a agência, mudança reflete crescentes níveis de dívida e incerteza sobre o prazo para entrega da produção

São Paulo – A agência de classificação de risco Moody’s rebaixou a perspectiva do rating A3 em moeda local e estrangeira da Petrobras de “estável” para “negativa”.

Em um comunicado, a Moody’s afirmou que a mudança reflete “os crescentes níveis de dívida da empresa e a incerteza em relação ao timing e à entrega da produção e ao crescimento do fluxo de caixa”.

O grande plano de investimento, os custos elevados e as pressões sobre o lucro das operações de refino e distribuição também foram destacados pela agência. “Também vemos uma elevada ligação entre a Petrobras e o rating soberano, com o governo tendo um papel importante no desenvolvimento em alto mar, na direção estratégica da empresa e nas políticas”, acrescentou a Moody’s.

Obrigado por ler a EXAME! Que tal se tornar assinante?


Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?


Falta pouco para você liberar seu acesso.

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser

  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.

  • Edição impressa quinzenal.

  • Frete grátis
Assine

Já é assinante? Entre aqui.

Atenção! A sua revista EXAME deixa de ser quinzenal a partir da próxima edição. Produziremos uma tiragem mensal. Clique aqui para saber mais detalhes.