Mercados

Mesmo com disparada de 65%, Mahle ganha nova recomendação de compra

Coinvalores inicia a cobertura dos papéis e acredita em valorização de 21% em um ano

Ações da Metal leve acumulam uma valorização de 49% em 2012 (Divulgação)

Ações da Metal leve acumulam uma valorização de 49% em 2012 (Divulgação)

DR

Da Redação

Publicado em 12 de julho de 2012 às 19h09.

São Paulo – A corretora Coinvalores iniciou a cobertura das ações da Mahle Metal Leve (LEVE3) com recomendação de compra. O preço-alvo (julho/13) às ações da fornecedora de peças para o setor automotivo foi fixado em 25 reais, um potencial de valorização de 21%.

“Apesar do momento conturbado para a indústria automotiva no curto prazo, entendemos que a grande diversificação de clientes e produtos oferecem resiliência às operações da Mahle Metal Leve”, explica a analista Sandra Peres.

O relatório destaca que a empresa apresentou uma boa performance em termos de vendas nos últimos trimestres, com o fraco desempenho das receitas no mercado interno sendo mais do que compensado pelas exportações.

No primeiro trimestre do ano, a empresa apurou um lucro líquido de 35,5 milhões de reais, uma queda 12,5% em relação ao mesmo período do ano passado. A redução do lucro líquido foi decorrente do incremento de outras receitas e despesas operacionais.

“Projetamos um aumento das margens em 2012 em vista do melhor mix produtivo, valorização do dólar, bem como estímulos governamentais anunciados, os quais devem se traduzir em diminuição dos custos produtivos”, justifica Sandra.

A queridinha

Não é apenas a coinvalores que demonstra otimismo com a perspectiva às ações da Metal Leve. Recentemente, o BB Investimentos também iniciou a cobertura das ações da empresa com recomendação classificada em desempenho acima da média de mercado (outperform). O preço-alvo aos papéis para o final de 2012 foi estimado em 24,50 reais.

Já a projeção do Itaú BBA para os papéis chega a 25 reais. Na ocasião, a analista Renata Faber destacava o pagamento de dividendos historicamente alto, a base de clientes diversificada e a sólida relação com as montadoras. A recomendação também foi classificada em compra.

LEVE3 X Ibovespa

As ações da Metal leve acumulam uma valorização de 49% em 2012, enquanto o Ibovespa amarga uma queda de 6,3%.

No desempenho em 12 meses, a diferença é ainda maior, com a Metal Leve mostrando ganhos de 65%, contra 12% de queda do principal índice da bolsa brasileira.

Acompanhe tudo sobre:Análises fundamentalistasB3bolsas-de-valoresEmpresas alemãsEquipamentos e peçasMahleMáquinas e peçasMercado financeiro

Mais de Mercados

Cenário é potencialmente o mais perigoso desde a 2ª Guerra, diz Jamie Dimon, CEO do J.P. Morgan

Bancos abrem temporada de balanços em queda nos EUA; Wells Fargo despenca 7%

Ibovespa sobe pelo 10º pregão seguido e fecha próximo dos 129 mil pontos

Balanços de bancos americanos, PPI dos EUA e pesquisa de serviços do Brasil: o que move o mercado

Mais na Exame