Méliuz anuncia parceria com Mastercard para cartão; ações abrem em queda

Empresa de cashback informou que a lista de espera para o cartão de crédito, que terá devolução de valor também em criptos, conta com 500 mil pessoas
Imagem ilustrativa do cartão de crédito da Méliuz com a Mastercard | Foto: Reprodução (Méliuz/Reprodução)
Imagem ilustrativa do cartão de crédito da Méliuz com a Mastercard | Foto: Reprodução (Méliuz/Reprodução)
Por ReutersPublicado em 05/01/2022 10:36 | Última atualização em 05/01/2022 10:40Tempo de Leitura: 2 min de leitura

As ações da Méliuz (CAHS3) abriram em queda aproximada de 2% nesta quarta-feira, dia 5, sinalizando o que pode ser mais um dia de perdas para papeis de empresas de tecnologia na bolsa brasileira, a B3.

A empresa conhecida pelo seu modelo de cashback anunciou na véspera uma parceria com a Mastercard para oferta de cartão de crédito e conta digital.

A Méliuz, que havia anunciado em novembro passado os planos para lançar cartões próprios no início deste ano, afirmou em comunicado ao mercado que, em menos de dois meses, "a lista de espera para o novo cartão de crédito Méliuz já superou 500 mil inscritos".

O novo cartão não terá tarja magnética, algo que, segundo a companhia, "reduz fraudes e o custo de emissão do cartão". Não haverá a cobrança de anuidade. E o cartão contará com cashback e criptoback (devolução de parte do valor gastos em criptoativos).

A Méliuz não informou quando vai começar a oferecer o cartão aos interessados.

As ações da Méliuz encerraram a terça-feira, dia 4, em queda de 5,25%, a 2,89 reais, ante recuo de 0,39% do Ibovespa. Em 2021, o papel teve ganho de quase 30%.

(Com a Redação)