Lucro líquido da MRV (MRVE3) cai 18,6% no 2º trimestre, para R$ 58 milhões

Operação nos Estados Unidos foi destaque no trimestre e segurou piora do resultado da operação no Brasil, causada por operações financeiras
 (MRV/Divulgação)
(MRV/Divulgação)
Marília Almeida
Marília Almeida

Publicado em 10/08/2022 às 23:24.

Última atualização em 11/08/2022 às 12:38.

O lucro líquido do grupo MRV (MRVE3) caiu 18,3% no segundo trimestre de 2022, e atingiu R$ 58 milhões. Em comparação ao mesmo período do ano passado, o lucro líquido ficou 71,4% menor. É o que anunciou a empresa nesta quarta-feira, 10, ao divulgar seu resultado financeiro do período.

A operação norte-americana do grupo, a Resia, adquirida pela MRV em janeiro de 2020, foi o que novamente segurou o resultado do grupo. O lucro da unidade de negócio foi de R$ 229,4 milhões no período, enquanto a operação da incorporadora no Brasil foi inversamente proporcional, e registrou prejuízo de 200 milhões.

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

Apesar de pequena ante o resultado da operação brasileira, o resultado da Resia vem se tornando mais relevante no grupo, especialmente por conta da valorização do dólar ante o real, explica o CFO do grupo, Ricardo Paixão.

"O preço médio de venda das unidades da incorporadora é de 300 mil dólares. Convertido para reais, atinge R$ 1,5 milhão por unidade. É equivalente ao valor de sete ou oito unidades dentro da operação no Brasil, em média". A Resia possui um total de 4.859 unidades a serem vendidas, equivalentes a um VGV potencial de US$ 1,66 bilhão, ou R$ 8,7 bilhões.

As outras unidades de negócio, Luggo (aluguéis) e Urba (loteamentos), se recuperaram ante o trimestre anterior, e reportaram lucro de R$ 26,7 milhões e R$ 3,4 milhões, respectivamente.

Segundo a empresa, o lucro líquido no segundo trimestre foi impactado pelo resultado financeiro, que sofreu um efeito negativo de R$ 157 milhões, devido ao efeito do swap da recompra de ações da MRVE3 e da marcação à mercado dos swaps de dívidas, de IPCA para CDI. "É um valor não operacional volátil. Ficamos expostos ao valor da ação", diz Paixão.

Eliminados os efeitos citados acima, o lucro líquido da MRV&Co no segundo trimestre foi de R$ 215 milhões, aumento de 157% contra o trimestre anterior e de 6% em relação ao mesmo período do ano passado.

Ebitda

O EBITDA do grupo atingiu R$ 441 milhões, aumento de 121,9% em comparação ao primeiro trimestre e de 48,9% em relação ao mesmo período do ano passado.

A margem Ebitda (Ebitda/receita líquida) da construtora atingiu 27,5% no trimestre, alta de 15,7 pontos porcentuais em relação ao trimestre e de 11,2 pontos porcentuais se comparada ao mesmo período do ano passado. 

Receita Líquida

A receita líquida do grupo MRV foi de R$ 1,6 bilhão no segundo trimestre do ano, queda de 4,4% em relação ao trimestre anterior e queda de 11,8% comparado ao mesmo período do ano passado.

Valor Geral de Vendas 

O Valor Geral de Vendas (VGV) dos lançamentos do grupo no segundo trimestre foi de R$ 2,1 bilhões, alta de 21,8% em relação ao trimestre anterior e queda de 11,6% na comparação com o mesmo período de 2021.

A maior parte dos lançamentos do trimestre se concentrou no mês de junho, em antecipação às mudanças que estavam previstas para o Programa Casa Verde e Amarela.

Agora a partir da elevação das faixas de renda do programa, a expectativa da companhia é de uma aceleração dos lançamentos no segundo semestre do ano.

Velocidade de vendas

A velocidade de vendas (VSO) registrou queda de 1 ponto porcentual no segundo trimestre em relação ao primeiro trimestre do ano, passando de 14,5% para 13,5%. Segundo Paixão, o indicador já sofre o efeito dos reajustes de preços promovidos pela construtora. Mas, na sua visão, a estratégia deu certo. "O aumento de preços foi maior do que a queda do volume".

Banco de terrenos

O landbank do grupo MRV no segundo trimestre atingiu R$ 74,8 bilhões, um avanço de 1,6% em relação ao trimestre anterior e alta de 12,3% em relação ao mesmo período do ano passado.

O aumento anual foi puxado pelo landbank da Resia, que dobrou de tamanho no período, enquanto o landbank da operação no Brasil andou de lado. (R$ 56,6 bilhões x R$ 56,4 bilhões)

Margem Bruta

A margem bruta se manteve praticamente estável no segundo trimestre em relação ao primeiro: passou de 19,8% para 19,4%, uma queda de 0,4% no período, e diminuição de 6% em relação ao mesmo trimestre do ano passado. Contudo, a margem de novas vendas atingiu 25%, contra 23% no trimestre anterior.

A construtora vem sentindo a pressão do cenário macroeconômico e dos efeitos da inflação da construção civil. Na eclosão da pandemia, o grupo MRV apostou em ampliar o volume de lançamentos e vender com descontos, sem esperar por uma inflação forte, explica Paixão.

"Este é o primeiro semestre após dois anos e meio que conseguimos reajustar os preços das nossas unidades acima do INCC. Para muitas construtoras, a conta não fechou. Como mantemos o volume, ganhamos market share, o que nos permitiu reajustar preços. Continuamos a estimar que iremos recuperar nossa margem no ano que vem, o porcentual de 30%".