IRB (IRBR3) desaba 10% na bolsa após prejuízo de R$ 92,7 mi em abril

Resseguradora teve aumento no índice de sinistralidade causado pelo segmento de agronegócio
IRB: empresa apresentou resultados mais fracos em abril (Divulgação/Divulgação)
IRB: empresa apresentou resultados mais fracos em abril (Divulgação/Divulgação)
Por Beatriz QuesadaPublicado em 22/06/2022 11:15 | Última atualização em 22/06/2022 18:16Tempo de Leitura: 2 min de leitura

As ações do IRB (IRBR3) recuaram mais de 10% e tiveram o pior desempenho do Ibovespa nesta quarta-feira, 22. A explicação para o recuo está nos números de abril reportados pela empresa na noite de ontem.

A resseguradora teve um prejuízo de R$ 92,7 milhões no quarto mês do ano. O valor representa um aumento de 89,6% em relação ao prejuízo de R$ 48,9 milhões registrado no mesmo mês do ano passado. 

Os dados divulgados fazem parte da prestação de contas que o IRB faz mensalmente à Superintendência de Seguros Privados (Susep). Os detalhes do resultado serão conhecidos apenas na divulgação do próximo balanço, em 15 de agosto. No resultado do primeiro trimestre, a empresa  apresentou resultado positivo no balanço do primeiro trimestre após três trimestres de perdas

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia

No entanto, as informações de abril reportadas já apontam para o retorno das dificuldades. O prêmio emitido pelo ressegurador foi de R$ 552,8 milhões em abril deste ano, redução de 29,7% em relação a abril de 2021. Houve diminuição do prêmio no Brasil de 7,2%, para R$ 338,5 milhões, e redução do prêmio no exterior de 49,1%, para R$214,4 milhões.

Já a despesa de sinistro em abril totalizou 478 milhões de reais, quase estável ano a ano, mas o índice de sinistralidade foi de 103,1%, contra 84,3% em abril do ano passado. Segundo a empresa, o resultado foi afetado pelo  segmento de agronegócio.

Hora de vender IRBR3?

Após a divulgação dos dados, analistas do banco UBS e da corretora Genial reiteraram a recomendação de venda para as ações. O preço-alvo do UBS para as ações é de R$ 3,50, enquanto o da Genial é de R$ 2,50. Os papéis do IRB fecharam o pregão da véspera cotados a R$ R$ 2,83.

“Seguimos negativos com o IRB por quatro fatores: o potencial necessidade de levantar capital com constantes prejuízos, a expectativa de continuidade da alta sinistralidade do seguro rural no segundo trimestre, o impacto da cauda de contratos descontinuados na sinistralidade até 2023, e a dificuldade de crescer prêmios, mesmo no Brasil, onde a companhia está focando”, afirmaram, em nota, os analistas da Genial.