IPO à vista? Eurofarma pede registro de companhia aberta na CVM

Empresa é uma das maiores farmacêuticas do Brasil, completa 50 anos em 2022 e tem especialização em genéricos
A Eurofarma tem operações na América Latina e medicamentos para diferentes categorias | Foto: Divulgação (foto/Divulgação)
A Eurofarma tem operações na América Latina e medicamentos para diferentes categorias | Foto: Divulgação (foto/Divulgação)
Por ReutersPublicado em 17/12/2021 20:48 | Última atualização em 17/12/2021 20:48Tempo de Leitura: 1 min de leitura

A farmacêutica brasileira Eurofarma pediu registro de companhia aberta, segundo publicação na Comissão de Valores Mobiliários (CVM) nesta sexta-feira, dia 17.

O requerimento é para empresa de categoria A, o que habilita a empresa para emitir ações no mercado, mas não houve um pedido imediato da Eurofarma para oferta pública inicial (IPO) de valores mobiliários, de acordo com a CVM.

Criada em 1972 pelo casal de imigrantes italianos Galliano e Maria Teresa Billi, a companhia é hoje presidida pelo filho dos dois, Maurizio Billi.

Em agosto passado, a Eurofarma assinou acordo com a Pfizer e sua parceira alemã BioNTech para fabricar a vacina contra Covid-19 que desenvolveram para distribuição na América Latina.

A Eurofarma afirma em seu site ter operações 20 países na América Latina, com especialidades em medicamento com e sem prescrição médica, genéricos, oncologia, e veterinária, e que tem 7.600 empregados, sendo mais de 6.000 no Brasil.