Acompanhe:

Iguatemi (IGTI11) levanta R$ 720 milhões em follow-on

Montante é maior que o valor acertado na compra de fatia restante do shopping JK

Shopping JK: compra de 36% saiu por R$ 667 milhões (Zegna/Divulgação)

Shopping JK: compra de 36% saiu por R$ 667 milhões (Zegna/Divulgação)

Guilherme Guilherme
Guilherme Guilherme

21 de setembro de 2022, 08h50

O Iguatemi (IGTI11) captou R$ 720 milhões em follow-on, com cada unit saindo R$ 19,74, conforme antecipado ontem, 20, pela Exame In. O desconto foi de 2,85% em relação à cotação de R$ 20,32 do último fechamento.

O anúncio oficial foi feito na madrugada desta quarta-feira, 21, após debate sobre de quanto seria a adição à emissão original. A emissão complementar ficou abaixo do limite de 65% da oferta base que, pelo preço definido por unit, foi de R$ 487 milhões.

O dinheiro arrecadado na oferta deve ser mais do que sufiicente para bancar a compra da fatia remanescente de 36% no shopping JK Iguatemi por R$ 667 milhões, firmada pouco antes do anúncio do follow-on.

A compra é estratégica para a empresa por ser considerado um ativo de "alta performance". O JK, segundo o Iguatemi, tem o quarto maior aluguel mensal do país por m² e teve crescimento de 30,5% do aluguel em 2021 frente a 2019, ainda antes da pandemia.