Ibovespa sobe e supera 112 mil pontos após PIB do 1º tri

Ações de empresas ligadas à atividade econômica local são destaque de alta
Painel de cotações da B3 (Germano Lüders/Exame)
Painel de cotações da B3 (Germano Lüders/Exame)
Por Guilherme GuilhermeBeatriz Quesada

Publicado em 02/06/2022 às 10:44.

Última atualização em 02/06/2022 às 17:18.

Ibovespa hoje: o principal índice da B3 avança nesta quinta-feira, 2, com investidores reagindo aos dados do PIB brasileiro do primeiro trimestre divulgados nesta manhã.

O Produto Interno Bruto cresceu 1% na comparação trimestral e 1,7% na anual. Embora tenham ficado abaixo do consenso de 1,2% de alta no trimestre e de 2,1% contra o mesmo período do ano passado, investidores viram os números como positivos.

  • Ibovespa: + 0,97%, 112.633 pontos

“Internamente, as condições do mercado de trabalho melhoraram fortemente nos últimos meses, com a população ocupada atingindo o maior patamar da história em abril, o que sustenta o consumo. Externamente, vemos maior probabilidade de um cenário em que os preços das commodities permaneçam altos (por exemplo, devido à retomada da economia chinesa e restrições de oferta prolongadas)”, afirmaram, em relatório, os analistas do Credit Suisse.

Ainda que ocorram revisões no PIB, a expectativa é que as projeções dos analistas em relação ao PIB continuem no intervalo entre 1% e 1,5%. Isso porque a maioria deles ainda espera uma desaceleração do crescimento econômico nos próximos trimestres. Entre as causas, estão taxa de juros alta, elevação da inflação e incerteza política – que deve ficar ainda mais acentuada com a chegada das eleições presidenciais de outubro.

“Essa deve ser a melhor performance [do PIB] de 2022. Para o segundo semestre, esperamos crescimento de 0,4%”, afirmou Laíz Carvalho, economista para o Brasil do BNP Paribas.

Destaques de ações

Na ponta positiva, ações mais ligadas ao ciclo econômico local figuram entre os principais destaques. O dia é também de recuperação para ações que vinham sofrendo nos últimos pregões, como Petz e Locaweb. Papéis de tecnologia também se beneficiam, refletindo o bom humor sobre o setor no mercado internacional.

  • Positivo (POSI3): + 10,93%
  • Petz (PETZ3): + 8,55%
  • Locaweb (LWSA): + 4,90%
  • Via (VIIA3): + 3,56%

Entre as ações com maior peso no Ibovespa, a Vale pavimenta o movimento de alta, subindo mais de 1%, após o minério de ferro bater máxima em seis semanas na China. O metal subiu quase 4% em Dalian nesta madrugada para US$ 140 a tonelada em meio à expectativa de que a reabertura econômica do país aumente a demanda pelo insumo. O movimento também beneficia outras ações ligadas ao minério: CSN Mineração chega a subir mais de 8% neste pregão.

  • Vale (VALE3): + 1,95%
  • CSN Mineração (CMIN3): + 9,07%

Na ponta negativa, as ações da empresa de energia Eneva ficam entre as maiores perdas. O papel cai de olho na movimentação da concorrente Eletrobras, que abre amanhã seu período de reserva para participar da oferta de privatização da companhia. A precificação das ações acontece no dia 9 de junho.

  • Eneva (ENEV3): - 2,74%

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia.

Mercado internacional

Parte do tom positivo na B3 é reflexo do mercado americano, onde os principais índices de ações se firmaram em alta, após o início de pregão de cautela. No radar dos investidores estão dados do relatório de emprego ADP, que revelou a criação de 128.000 empregos privados em maio ante expectativa de 300.000.

  • S&P 500 (EUA): + 1,08%
  • Dow Jones (EUA): + 0,52%

"Acredito que esse indicador está sendo preponderante para o mercado de câmbio pois vai contra a aposta de aceleração no ritmo de alta de juros nos EUA", disse em nota Fernanda Consorte, economista-chefe do Banco Ourinvest. O dólar tocou o menor patamar do dia contra moedas desenvolvidas logo após a divulgação do ADP. No Brasil, a divisa americana chegou a ser negociada próxima de R$ 4,77.

  • Dólar: - 0,42%, R$ 4,784

A percepção de altas de juros mais brandas nos Estados Unidos também favorece o índice Nasdaq, composto pelas maiores empresas de tecnologia do país.

  • Nasdaq (EUA): + 2,01%

Por outro lado, o petróleo, que caía no aguardo da reunião da OPEP, voltou a ganhar força, aumentando os temores sobre inflação. O cartel decidiu aumentar a produção diária em 650.000 barris, acima da adição planejada de 400.000 barris, segundo o Financial Times. A commodity, que era negociada próxima de US$ 113 por barril no início do dia, já está em US$ 117.