Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

Ibovespa é derrubado pelo exterior em dia de decisão do Copom

Rebaixamento da nota de crédito dos EUA pela agência de classificação de risco Fitch repercute negativamente

Modo escuro

Continua após a publicidade
Painel de cotações da B3 (Patricia Monteiro/Bloomberg)

Painel de cotações da B3 (Patricia Monteiro/Bloomberg)

Publicado em 2 de agosto de 2023 às, 10h23.

Última atualização em 2 de agosto de 2023 às, 17h26.

O Ibovespa teve um dia negativo nesta quarta-feira, 2, pressionado pela queda das bolsas internacionais. A animação do mercado com o possível corte da taxa de juros no Brasil acabou em segundo plano diante do clima de aversão a risco no exterior. O motivo foi o rebaixamento da nota de crédito dos Estados Unidos pela Fitch

Ibovespa hoje

  • IBOV: - 0,32%, aos 120.859 pontos

A agência de classificação de risco rebaixou o rating de emissor de inadimplência a longo prazo e moeda estrangeira (IDR, na sigla em inglês) dos Estados Unidos de AAA para AA+, com perspectiva estável. A decisão, segundo a Fitch, reflete a deterioração fiscal dos EUA esperada para os próximos três anos, assim como o crescente déficit fiscal do governo americano, que deve chegar a 6,3% do PIB em 2023. 

A decisão pegou o mercado de surpresa, e os principais índices de ações americanos fecharam o dia em queda. O principal prejudicado foi o índice de tecnologia Nasdaq, que recuou mais de 2%.

Ainda assim, analistas acreditam que os impactos podem ser pequenos a longo prazo. A avaliação de um dos maiores bancos dos Estados Unidos, o Goldman Sachs, é de que o rebaixamento terá efeito limitado sobre o mercado, não devendo provocar ondas de vendas por grandes investidores dos títulos do Tesouro americano.

"Os títulos do Tesouro  são uma classe de ativos muito importante. A maioria dos mandatos de investimentos e regimes regulatórios referem-se a eles especificamente, sem considerar a nota de crédito do governo", afirmou Alec Phillips, economista do Goldman Sachs, em relatório.

À espera do Copom

No Brasil, a grande expectativa do dia é para a decisão do Comitê de Política Monetária (Copom), que deverá marcar o primeiro corte do ciclo de queda da taxa de juros Selic.

O cenário mais provável é o de corte de 0,25 ponto percentual (p.p.), com a Selic recuando de 13,75% para 13,5%. Mas parte dos investidores veem espaço para uma redução ainda maior, de 0,5 p.p. para 13,25%.

A decisão será divulgada após o fechamento do mercado.

Maiores altas do Ibovespa hoje

A maior alta do Ibovespa no dia ficou com a Cogna (COGN3), seguida de perto pela Cyrela. Ações ligadas ao ciclo econômico, como empresas de educação e construtoras, avançam na expectativa do corte da Selic. 

Maiores quedas do Ibovespa hoje

Na ponta oposta, a Cielo desabou pouco mais de 9% após apresentar seu balanço do segundo trimestre. A empresa de pagamentos tem mostrado crescimento no lucro na comparação anual há oito trimestres, mas o mercado segue desconfiado com o papel.

O motivo é o difícil equilíbrio entre rentabilidade e volume, que segue desbalanceado do TPV, o volume total de pagamentos na sigla em inglês. O TPV da Cielo ficou em R$ 195,83 bilhões, uma queda de 11,4% na comparação anual e 2,6% frente ao trimestre anterior.

  • Cielo (CIEL3): - 9,15%
  • Locaweb (LWSA3): - 5,13%
  • Magazine Luiza (MGLU3): - 2,92%

Veja também

Que horas abre a bolsa de valores

O horário de negociação na B3 vai das 10h às 17h. A pré-abertura é entre 9h45 e 10h, enquanto o after-market ocorre entre 17h25 e 17h30. Já as negociações com o Ibovespa futuro vão das 9h às 17h55.

Créditos

Últimas Notícias

Ver mais
Emergentes têm melhor mês do ano com apostas em cortes do Fed

seloMercados

Emergentes têm melhor mês do ano com apostas em cortes do Fed

Há 5 horas

Ibovespa agora: bolsa opera em alta de olho no PCE dos EUA

seloMercados

Bolsa opera em alta de olho no PCE dos EUA

Há 7 horas

Dólar hoje: opera em alta com revisão do Índice de Preço sobre Consumo Pessoal (PCE) nos EUA e mais

seloMercados

Dólar hoje: opera em alta com revisão do Índice de Preço sobre Consumo Pessoal (PCE) nos EUA e mais

Há 8 horas

Salesforce sobe 10% no pré-mercado após lucro crescer quase 500%

seloMercados

Salesforce sobe 10% no pré-mercado após lucro crescer quase 500%

Há 8 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Com itens personalizados, Tramontina usa expertise para aproveitar alta dos presentes de fim de ano

Com itens personalizados, Tramontina usa expertise para aproveitar alta dos presentes de fim de ano

Suvinil investe para criar embalagens e produtos mais sustentáveis

Suvinil investe para criar embalagens e produtos mais sustentáveis

Inovação em nuvem e IA: a aposta da Huawei Cloud para o Brasil

Inovação em nuvem e IA: a aposta da Huawei Cloud para o Brasil

Poupança, CDB ou conta que rende? O que especialistas dizem sobre as aplicações
Minhas Finanças

Poupança, CDB ou conta que rende? O que especialistas dizem sobre as aplicações

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais