Ibovespa: commodities e Eletrobras impulsionam índice na contramão de NY

Dólar cai pelo segundo dia seguido e vai a R$ 4,91, apesar de cautela no mercado internacional
 (Patricia Monteiro/Bloomberg via/Getty Images)
(Patricia Monteiro/Bloomberg via/Getty Images)
Por Guilherme Guilherme, Beatriz QuesadaPublicado em 19/05/2022 17:26 | Última atualização em 19/05/2022 18:06Tempo de Leitura: 3 min de leitura

Ibovespa hoje: o principal índice da bolsa brasileira subiu nesta quinta-feira, 19, embalado pela alta das ações de commodities e pelos ganhos da Eletrobras, que avança após a privatização da Eletrobras ser aprovada pelo TCU. O movimento descolou da maior cautela do mercado internacional, que, na véspera, derrubou o Ibovespa.

  • Ibovespa: + 0,71%, 107.005 pontos

O cenário continua negativo no exterior, com os principais índices americanos encerrando o dia em queda. Assim como no último pregão, parte do pessimismo deriva de sinalizações sobre impactos da inflação nos resultados em varejistas americanas, como Target e Walmart, que sofreram pressões de custos no primeiro trimestre.

A preocupação é que a inflação impacte a economia e o desempenho das empresas — para além do aumento na taxa de juro, que prejudica a renda variável.

  • S&P 500 (EUA): - 0,75%
  • Nasdaq (EUA): - 0,58%
  • Dow Jones (EUA): - 0,26%

Por aqui, investidores deixaram o exterior de lado para repercutir a privatização da Eletrobras — o principal assunto. As ações da companhia saltaram cerca de 3% nesta sessão, com investidores reagindo à aprovação do processo de desestatização. Na semana, os papéis acumulam alta de mais de 6%.

  • Eletrobras (ELET3): + 3,03%
  • Eletrobras (ELET6): + 2,54%

"Apesar da turbulência externa, o evento da Eletrobras é muito relevante. A aprovação da privatização em ano eleitoral é ainda mais relevante. É uma indicação muito positiva para o mercado todo em termos de sentimento", afirmou Bruno Lima, head de Equity Research do BTG Pactual em morning call desta quinta.

É a Vale, porém, que dá o tom positivo ao Ibovespa em termos de pontuação. A mineradora, que tem a maior participação do índice, superou 2% de alta. Ações de siderúrgicas e da própria CSN Mineração lideraram as maiores altas do dia.

  • CSN Mineração (CMIN3): + 9,07%
  • CSN (CSNA3): + 7,20%
  • Vale (VALE3): + 2,66%

Assine a EXAME e fique por dentro das principais notícias que afetam o seu bolso. Tudo por menos de R$ 0,37/dia.

"O Brasil está relativamente melhor que os Estados Unidos por estar com ativos muito mais baratos. Faz muito sentido ficar 'short' [vendido, apostando na queda] em S&P 500 e comprado em Ibovespa, dado que o Brasil está mais avançado no ciclo de alta de juros e pode começar a cortar no ano que vem. As ações estão muito baratas e devemos ter algum crescimento neste ano e aceleração no ano que vem", disse Paulo Gala, economista-chefe do Banco Master em mensagem a clientes.

O tom positivo também se refletiu no câmbio, com o dólar estendendo as perdas da véspera e voltando a se consolidar abaixo de R$ 5.

  • Dólar: - 1,32%, R$ 4,917