IBM (IBMB34) cai 7% após a divulgação dos resultados do 2T22

Mesmo se os números do trimestre entre abril e junho foram positivos, o mercado não gostou da redução da previsão de caixa para 2022
Sede da IBM (IBMB34) (IBM/Divulgação)
Sede da IBM (IBMB34) (IBM/Divulgação)
Carlo Cauti
Carlo CautiPublicado em 19/07/2022 às 15:02.

As ações da IBM (IBMB34) estão caindo cerca de 7% nesta terça-feira, 19, após a divulgação dos resultados trimestrais. 

Mesmo se os números do trimestre entre abril e junho foram positivos para a IBM, o mercado não gostou da redução da previsão de caixa para 2022.

A receita da IBM aumentou 9% no trimestre passado na comparação anual, chegando em US$ 15,5 bilhões.

Os resultados do segundo trimestre incluíram mudanças que a IBM foi obrigada a fazer para a cisão da Kyndryl, sua antiga empresa de serviços de infraestrutura gerenciada, que foi concluída em novembro.

Graças ao aumento de vendas da Kyndryl, a IBM obteve uma alta expressiva no faturamento.

O lucro líquido subiu de forma expressiva, 81%, chegando em US$ 1,5 bilhão.

A IBM registrou US$ 6,17 bilhões em receita do negócio de software no segundo trimestre, um aumento de 6%, mas abaixo do consenso do mercado que previa uma receita de US$ 6,3 bilhões.

"No trimestre, entregamos um bom desempenho de receita com crescimento equilibrado em nossas regiões geográficas, impulsionado pela demanda dos clientes por nossas ofertas de nuvem híbrida e IA", escreveu o presidente-executivo da IBM, Arvind Krishna, no documento de divulgação de resultados. 

"Com nossos resultados do primeiro semestre, continuamos esperando um crescimento de receita para o ano inteiro na extremidade superior de nosso modelo de um dígito médio", salientou o executivo. 

IBM (IBMB34) precisará de um menor fluxo de caixa livre

Na divulgação de resultados, a IBM indicou a necessidade de US$ 10 bilhões em fluxo de caixa livre para todo o ano de 2022, abaixo da faixa de US$ 10 bilhões a US$ 10,5 bilhões fornecida em abril . Kavanaugh culpou o dólar forte e a suspensão dos negócios na Rússia.

A margem bruta da IBM diminuiu para 53,4% de 55,2% registrado no mesmo trimestre do ano anterior.

A empresa disse que o mercado de trabalho competitivo impactou os resultados em seu braço de consultoria, dando continuidade a uma tendência observada no início do ano.

A empresa vem trabalhando para lidar com isso cobrando taxas mais altas nos contratos e espera uma margem antes dos impostos de 9% a 10%, o que aumentaria mais de 1 ponto percentual ano a ano.

Desde o começo do ano, as ações da IBM já caíram mais de 5%. Entretanto, essa foi uma queda menor do que o índice S&P 500, que já perdeu 20% de seu valor desde janeiro.