Mercados

Fertilizantes Heringer: Presidente do Conselho renuncia em meio a fraudes e tentativa de sair da B3

Empresa não explicou motivo de saída de Tom Luigs ; executivo é ligado à Eurochem, companhia russa que adquiriu o controle da Fertilizantes Heringer

G

Guilherme Guilherme

Publicado em 29 de novembro de 2022, 09h59.

Última atualização em 29 de novembro de 2022, 10h08.

A Fertilizantes Heringer ( FHER3 ) anunciou nesta terça-feira, 29, a renúncia de seu presidente do Conselho de Administração Tom Luigs. O executivo ocupou o cargo por menos de cinco meses após ser eleito, em 15 de julho. A empresa não informou o motivo de sua saída, com efeitos a partir de hoje. Luigs também deixou o cargo de membro efetivo do Conselho.

Acesse o melhor conteúdo do seu dia, talvez o único que você precise.

Com uma conta gratuita.

Faça parte

Embora curto, o mandato foi de Tom Luigs à frente do Conselho foi intenso. No período, investigações internas da Fertilizantes Heringer reveleram "evidências de fraude", com pagamentos de R$ 50 milhões superfaturados em contratações de serviços de manutenção.

Continua após a publicidade

Seu mandato também foi marcado pela tentativa de tirar as ações da empresa da B3 por meio de uma oferta pública de aquisição (OPA). A OPA, por sinal, foi mal-sucedida, tendo sido suspensa por desacordo com os acionistas sobre o valor oferecido por ação.

Veja também

Tom Luigs foi colocado na presidência do Conselho pela Eurochem, empresa russa que no início do ano adquiriu indiretamente o controle da Fertilizantes Heringer por meio da compra da empresa da família Heringer que detinha mais da metade das ações da Fertilizantes Heringer. Na Eurochem, Luigs ocupa o cargo de COO desde abril deste ano, tendo mais de quatro anos na companhia.

A Fertilizantes Heringer informou que irá convocar uma Assembleia Geral Extraordinária para eleger um novo membro para o Conselho. A definição do novo presidente do Conselho, segundo comunicado da empresa, será definido na reunião subsequente. Até lá, o cargo deixado por Tom Luigs será ocupado pelo atual CEO e vice-presidente do Conselho da Fertilizantes Heringer, Lieven Cooreman.

Vale destacar que, pela lei das S.A., "évedada, nas companhias abertas, a acumulação do cargo de presidente do conselho de administração e do cargo de diretor-presidente ou de principal executivo da companhia".

Leia mais:Corrupção na Fertilizantes Heringer (FHER3): "evidências de fraude" e R$ 50 milhões superfaturados

Continua após a publicidade

Últimas notícias

ver mais

Continua após a publicidade

Brands

ver mais

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

leia mais