Acompanhe:

Emissão de valores mobiliários alcança R$ 574 bilhões em 2022, revela CVM

A estimativa do valor total do mercado regulado é de R$ 27,06 trilhões, cerca de 18% inferior ao observado no final do ano anterior (R$ 33,14 trilhões)

Modo escuro

Continua após a publicidade
A capital paulista aparece em primeiro lugar no levantamento da Enap, com nota 8,67, entre 101 cidades (Getty Images/Getty Images)

A capital paulista aparece em primeiro lugar no levantamento da Enap, com nota 8,67, entre 101 cidades (Getty Images/Getty Images)

E
Estadão Conteúdo

Publicado em 30 de janeiro de 2023 às, 14h51.

Última atualização em 30 de janeiro de 2023 às, 15h26.

O ano de 2022 teve a segunda maior captação da série histórica da Comissão de Valores Mobiliários (CVM) ao alcançar R$ 574 bilhões em 2.297 ofertas. O resultado fica atrás apenas de 2021 (R$ 737 bilhões), ano atípico por conta da antecipação do encerramento de ofertas devido às mudanças nas regras de cobrança da taxa de fiscalização.

Os dados foram consolidados no Boletim Econômico da CVM, produzido pela Assessoria de Análise Econômica e Gestão de Riscos (ASA) da autarquia.

O destaque de emissões foi o rito aplicado aos crowdfundings (Resolução CVM 588), uma alta de 61% no valor total emitido quando comparado a 2021. A cifra somou R$ 210 milhões, num universo de 57 plataformas registradas.

Um dos segmentos que impulsionaram o resultado do ano foi o de dívida corporativa — incluindo debêntures, notas promissórias e notas comercias, CRI e CRA —, que somou R$ 409,5 bilhões em emissões, cifra 21,6% maior que em 2021. Num ano de seca de IPOs, o valor acumulado pelas emissões de dívida corporativa representa 71% do total de 2022.

A estimativa do valor total do mercado regulado é de R$ 27,06 trilhões, cerca de 18% inferior ao observado no final do ano anterior (R$ 33,14 trilhões). A diferença ocorre especialmente por conta dos mercados de derivativos, suscetíveis a grandes variações. Excluída esta categoria, verifica-se aumento de 3,5%, com destaque para a taxa de crescimento do mercado de notas (promissórias e comerciais), produto com estoque 75% maior em relação ao ano anterior.

O boletim destacou ainda o crescimento no número de regulados pela CVM. Em 2022, a reguladora do mercado de capitais chegou a 80.404 participantes regulados, aumento de 12% em relação a 2021. Agentes autônomos de investimento (23.294), analistas de valores mobiliários (1.412) e consultores de valores mobiliários (1.239) foram os responsáveis pela expansão do número de regulados, respondendo por 66% do incremento no ano.

Quer receber os fatos mais relevantes do Brasil e do mundo direto no seu e-mail toda manhã? Clique aqui e cadastre-se na newsletter gratuita EXAME Desperta.

Últimas Notícias

Ver mais
Luxo na capital do agro: Goiânia já é o terceiro maior mercado imobiliário do País em VGV
seloMercado imobiliário

Luxo na capital do agro: Goiânia já é o terceiro maior mercado imobiliário do País em VGV

Há 2 dias

Preço médio do aluguel no país sobe 3,75% no primeiro trimestre; veja valor por capital
seloMercado imobiliário

Preço médio do aluguel no país sobe 3,75% no primeiro trimestre; veja valor por capital

Há 3 dias

Comprei um imóvel: como passar o IPTU para meu nome? Quanto tempo tenho para fazer a transferência?
seloMercado imobiliário

Comprei um imóvel: como passar o IPTU para meu nome? Quanto tempo tenho para fazer a transferência?

Há 6 dias

Startup lança plataforma para tokenizar imóveis em 100 cidades do Brasil
Future of Money

Startup lança plataforma para tokenizar imóveis em 100 cidades do Brasil

Há uma semana

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais