Embraer (EMBR3) entrega ao todo 32 aeronaves no segundo trimestre

Ao todo, este ano, a companhia já fez a entrega de 46 aeronaves e de mais de 6 modelos diferentes
Embraer: A carteira de pedidos firmes da companhia deste trimestre é a maior desde 2018 (JUSTIN TALLIS/Getty Images)
Embraer: A carteira de pedidos firmes da companhia deste trimestre é a maior desde 2018 (JUSTIN TALLIS/Getty Images)
Roberto Bodetti
Roberto BodettiPublicado em 25/07/2022 às 12:08.

A Embraer (EMBR3) comunicou ao mercado nesta segunda-feira, 25, que entregou um total de 32 aeronaves no segundo trimestre de 2022. Das 32 entregas realizadas pela companhia no último trimestre, 11 eram modelos comerciais e 21 eram executivas (sendo 12 leves e 9 médias).

Da classe de aeronaves comerciais foram entregues aviões dos modelos E175 e 1195-E2, e da classe executiva as naves entregues eram dos modelos Phenom 100 e 300, além dos Praetor 500 e 600.

Ao todo, este ano, a companhia já fez a entrega de 46 aviões, sendo 17 comerciais e 29 executivos. Além disso, a carteira de pedidos firmes da empresa (backlog) terminou o trimestre com um total de US$ 17,8 bilhões em pedidos, o maior número desde o segundo trimestre de 2018.

Os resultados dos pedidos firmes deste trimestre representam um aumento de 12% se comparado com o mesmo período no ano passado, quando as solicitações feitas à Embraer somaram US$ 15,9 bilhões. O aumento na carteira pode ser explicado pelas novas vendas de aeronaves e serviços da companhia.

Destaques da Embraer (EMBR3) no 2T22

Durante o segundo trimestre de 2022 a Embraer firmou negociações com a Sky High Aviation, da República Dominicana, para a operação de dois jatos E190. A parceria faz parte do chamado Programa Pool da Embraer e o contrato entre as duas companhias foi anunciado pela Embraer Serviços & Suporte.

Além disso, em junho, a Embraer também recebeu um pedido de conversão de 10 jatos do tipo E190. A solicitação veio de um cliente "não divulgado" e pede para que os jatos comerciais sejam mudados para que possam ser utilizados como aviões de carga. As entregas estão previstas para começar em 2024 e é o primeiro contrato firme para a conversão de aeronaves de modelo E190.

Por fim, ainda no segundo trimestre, a Embraer Defesa & Segurança fez a entrega do último caça modernizado AF-1 para a Marinha Brasileira.

Resultados da Embraer (EMBR3) no 1T22

Nos três primeiros meses de 2022, a Embraer apresentou uma receita líquida de R$ 3,07 milhões, uma queda de 31% se comparado com o mesmo período em 2021. O prejuízo líquido da empresa foi de R$ 428 milhões, uma redução de 18% se comparado com o prejuízo do primeiro trimestre do ano passado.

Quanto ao lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda ajustado), a Embraer registrou um valor de R$ 45,4 milhões no primeiro trimestre. De janeiro a março, a gigante da aviação entregou 14 jatos, sendo 6 comerciais e 8 executivos.