Exame logo 55 anos
Remy Sharp
Acompanhe:

É sempre melhor não intervir no câmbio, mas estamos presentes, diz BC

O BC afirma que está atento e que já vendeu 3,5 bilhões de dólares desde o último dia do mês de setembro

Modo escuro

Continua após a publicidade
O BC esteve "bastante presente" no mercado em todo o ano de 2020 até março deste ano, mantendo o câmbio "sempre funcional" (Jorge Araujo/Fotos Públicas)

O BC esteve "bastante presente" no mercado em todo o ano de 2020 até março deste ano, mantendo o câmbio "sempre funcional" (Jorge Araujo/Fotos Públicas)

R
Reuters

Publicado em 15 de outubro de 2021 às, 12h07.

O diretor de Política Monetária do Banco Central, Bruno Serra, avaliou que é sempre melhor um mercado de câmbio em que a autoridade monetária não esteja intervindo, mas pontuou que o BC está atento nesse sentido e que atuou desde o fim de setembro em meio à dificuldade vista após saída expressiva de dólares do país.

"O Banco Central está intervindo, a gente já vendeu 3,5 bilhões de dólares desde o último dia do mês de setembro. Foi período que teve saída concentrada grande, mercado claramente teve dificuldade de digerir esse risco cambial da saída e o Banco Central voltou a estar presente", disse ele.

"É sempre melhor o mercado funcionar sozinho, sem precisar (do BC). Mas assim, até os volumes vendidos e inclusive os últimos dias mostram que a gente está atento, é função do Banco Central prezar pelo bom funcionamento do mercado de câmbio e assim temos feito", complementou.

Em evento promovido pela gestora Upon Global, ele destacou que o BC esteve "bastante presente" no mercado em todo o ano de 2020 até março deste ano, mantendo o câmbio "sempre funcional".

Serra disse ainda que o BC tem estoque "bastante confortável" de reservas internacionais que ampara sua capacidade de intervenção no câmbio. Desde a pandemia, o BC vendeu cerca de 75 bilhões de dólares, afirmou ele.

Últimas Notícias

Ver mais
Petróleo sobe mais de 2%, recuperando parte das perdas recentes e colocando WTI acima de US$ 70

seloMercados

Petróleo sobe mais de 2%, recuperando parte das perdas recentes e colocando WTI acima de US$ 70

Há 15 horas

Payroll acima do esperado nos EUA afasta chance de corte de juro no início de 2024, dizem analistas

seloMercados

Payroll acima do esperado nos EUA afasta chance de corte de juro no início de 2024, dizem analistas

Há 17 horas

Dólar pode cair ainda mais no curto prazo, diz Ibiúna

seloMercados

Dólar pode cair ainda mais no curto prazo, diz Ibiúna

Há 18 horas

Os melhores fundos imobiliários para investir em 2024, segundo o BTG Pactual

seloMercados

Os melhores fundos imobiliários para investir em 2024, segundo o BTG Pactual

Há 18 horas

Continua após a publicidade
icon

Branded contents

Ver mais

Conteúdos de marca produzidos pelo time de EXAME Solutions

Lead Energy quer reduzir R$ 1 bi na conta de luz dos brasileiros até 2027

Lead Energy quer reduzir R$ 1 bi na conta de luz dos brasileiros até 2027

Ceará deve se tornar um dos maiores produtores do combustível do futuro

Ceará deve se tornar um dos maiores produtores do combustível do futuro

“O número de ciberataques tem crescido 20% ao ano”, diz a Huawei

“O número de ciberataques tem crescido 20% ao ano”, diz a Huawei

“A geração de energia caminha lado a lado com o desenvolvimento econômico”, diz Paulo Câmara

“A geração de energia caminha lado a lado com o desenvolvimento econômico”, diz Paulo Câmara

Exame.com

Acompanhe as últimas notícias e atualizações, aqui na Exame.

Leia mais